quinta, 12 de dezembro de 2019

AMAERJ | 14 de junho de 2019 13:57

Juizado do Torcedor no Maracanã funcionará na Copa América

Share 'Juizado do Torcedor no Maracanã funcionará na Copa América' on Delicious Share 'Juizado do Torcedor no Maracanã funcionará na Copa América' on Digg Share 'Juizado do Torcedor no Maracanã funcionará na Copa América' on Facebook Share 'Juizado do Torcedor no Maracanã funcionará na Copa América' on Google+ Share 'Juizado do Torcedor no Maracanã funcionará na Copa América' on Link-a-Gogo Share 'Juizado do Torcedor no Maracanã funcionará na Copa América' on LinkedIn Share 'Juizado do Torcedor no Maracanã funcionará na Copa América' on Pinterest Share 'Juizado do Torcedor no Maracanã funcionará na Copa América' on reddit Share 'Juizado do Torcedor no Maracanã funcionará na Copa América' on StumbleUpon Share 'Juizado do Torcedor no Maracanã funcionará na Copa América' on Twitter Share 'Juizado do Torcedor no Maracanã funcionará na Copa América' on Add to Bookmarks Share 'Juizado do Torcedor no Maracanã funcionará na Copa América' on Email Share 'Juizado do Torcedor no Maracanã funcionará na Copa América' on Print Friendly Whatsapp
Vista aérea do Maracanã | Foto: Reprodução/ Yasuyoshi Chiba/ AFP

O posto avançado do Juizado Especial do Torcedor e dos Grandes Eventos do TJ-RJ (Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro), no estádio do Maracanã, estará aberto durante a Copa América. O espaço será aberto duas horas antes das competições no Rio, que acontecerão a partir deste domingo (16) até 7 de julho. As atividades serão encerradas ao final das partidas. Quatro juízes e um desembargador estão designados para o trabalho.

A coordenação será do desembargador Marcos Henrique Pinto Basílio (1ª Câmara Criminal). Integram a comissão os juízes Marcello Rubioli (auxiliar da Presidência do TJ-RJ, da 25ª Câmara Criminal da Capital e do Juizado do Torcedor e dos Grandes Eventos), Marcelo Oliveira da Silva (16ª Vara Criminal da Capital), Rafael Estrela Nóbrega (Vara de Execuções Penais) e Francisco Emilio de Carvalho Posada (2ª Vara Criminal de Nova Iguaçu/ Mesquita).

Leia também: Relator propõe à Câmara mudanças na Reforma da Previdência
No Fonaje, Renata Gil agradece aos juízes pelo trabalho de excelência
Corregedor recomenda que tribunais instalem Justiça Itinerante

Na competição, o estádio do Maracanã receberá um sistema de reconhecimento facial que, segundo Rubioli, ajudará a evitar brigas. “O Estatuto do Torcedor diz que é condição de acesso ao espetáculo esportivo não se portar de forma violenta ou incitar a violência ou portar qualquer instrumento que possa incentivar a violência. O sistema de reconhecimento facial visa justamente combater as pessoas que pretendam se comportar desta maneira”, afirmou o juiz.

Fonte: TJ-RJ

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Seja o primeiro a comentar!