sábado, 31 de outubro de 2020

AMB | 04 de setembro de 2020 13:29

AMB abre seleção de artigos sobre o Sistema Penal Contemporâneo

Magistrados, profissionais e estudantes de todo o país podem fazer parte da publicação inédita do livro da AMB (Associação dos Magistrados Brasileiros) que reunirá os melhores artigos sobre o Sistema Penal Contemporâneo. Os interessados têm até o dia 15 de outubro para enviar o artigo para o e-mail cpj@amb.com.br.

O edital com os critérios para elaboração do texto foi publicado nesta quinta-feira (3). Acesse aqui o edital.

Leia também: Luiz Fux assume a presidência do STF na quinta-feira (10)
Combate à violência no lar é debatido em webinar da AMAERJ
Luis Felipe Salomão é o novo corregedor-geral da Justiça Eleitoral

A coletânea busca contribuir para a discussão sobre a nova ordem penal e processual penal, a partir dos diversos artigos que devem ser elaborados com base em experiências acadêmicas teóricas e práticas de magistrados, professores, pesquisadores e profissionais com vivência institucional e que dominam o tema.

Os artigos devem manter relação com o tema central do livro e podem abordar assuntos como o pacote anticrime, crimes de gênero, violência doméstica, ilícitos eleitorais, crimes de ódio, combate à corrupção, corrupção eleitoral, sistema carcerário ou Justiça restaurativa.

Como participar

Para ter o artigo analisado pela comissão coordenadora, o autor deve assinar o termo de cessão de direitos autorais, que consta no edital, e encaminhar o documento digitalizado em PDF para o e-mail cpj@amb.com.br. Originalidade, ineditismo, importância do tema, qualidade e excelência do conteúdo da obra são alguns dos critérios de avaliação e seleção dos textos que serão publicados no livro da AMB.

Resultado

O resultado será divulgado para o próprio autor, por e-mail, até 30 de outubro. Após a aprovação, os selecionados terão até o dia 5 de novembro para fazer alterações e adequações no artigo e reenviá-lo. Os autores devem observar a metodologia, regras da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) e os elementos formais obrigatórios detalhados no edital.