sexta, 22 de janeiro de 2021

AMAERJ | 01 de janeiro de 2021 14:51

AMAERJ e EMERJ lançam campanha Magistradas contra o Feminicídio

A Associação dos Magistrados do Estado do Rio de Janeiro (AMAERJ) lançou nesta quarta-feira (30) a campanha Magistradas contra o Feminicídio. A iniciativa tem o apoio da Escola da Magistratura do Estado do Rio de Janeiro (EMERJ).

A sociedade brasileira convive desde o seus primórdios com bárbaros atos de violência cometidos contra as mulheres. É inaceitável que ainda hoje, na entrada da terceira década deste século 21, a situação persista.

Leia também: Manifesto de repúdio à violência contra a mulher reúne mais de 330 magistradas
Dezenas de entidades nacionais e estaduais repudiam assassinato de juíza
AMAERJ presta assistência emocional e jurídica à família da juíza

Em 24 de dezembro, véspera do dia de Natal, seis mulheres sofreram feminicídio no Brasil.

Além da juíza do TJ-RJ Viviane Vieira do Amaral, de 45 anos, no Rio, foram assassinadas por questões de gênero Aline Arns, de 38 anos, em Santa Catarina; Anna Paula Porfírio, de 45, em Pernambuco; Evelaine Aparecida Ricardo, de 29, no Paraná; Loni Priebe de Almeida, de 74, no Rio Grande do Sul; e Thalia Ferraz, de 23, em Santa Catarina.

O momento é de união nacional contra prática tão vil. O feminicídio tem o repúdio absoluto da AMAERJ e de seus associados.

Magistrada, participe da campanha enviando-nos uma fotografia com o punho cerrado e uma frase alusiva ao feminicídio. A foto e a frase constarão de mensagens postadas nas redes sociais da AMAERJ e transmitidas aos associados. Enviem-nas para evelyn@amaerj.org.br.

#somostodasVivianeAnnaEvelaineLoniAlineThalia

#nenhumaamenos