sexta, 22 de janeiro de 2021

AMAERJ | 26 de dezembro de 2020 15:25

AMAERJ presta assistência emocional e jurídica à família da juíza

Presidente da AMAERJ, Felipe Gonçalves

Desde o início da noite de quinta-feira (24) a AMAERJ tem prestado todo o apoio à família da juíza Viviane Vieira do Amaral Arronenzi, covardemente assassinada na véspera de Natal. A entidade acompanhou a elaboração do exame do local do crime pela perícia e atuou pela autorização de cremação do corpo. A Associação auxiliou juridicamente, ainda, o pedido de concessão da guarda das três filhas da magistrada à avó materna, concedida pelo Plantão Judiciário de Niterói.

“Assim que recebi a notícia do crime, prontamente liguei para o secretário de Segurança, que atendeu já ciente da situação. Ele me colocou em contato direto com o delegado que fazia o exame de local, Pedro Casaes. Já naquele momento me coloquei à disposição do irmão da vítima. Nesta sexta-feira (25), a Associação passou o dia inteiro na companhia do irmão da magistrada, cuidando da autorização para a cremação e da guarda das crianças”, relatou o presidente da AMAERJ, Felipe Gonçalves.

A Associação colocou sua equipe de advogados à disposição para atuar como assistente de acusação na ação criminal e para acompanhar os atos relacionados à guarda e ao pensionamento das crianças.

“A AMAERJ continuará prestando assistência social, emocional e jurídica à família. O irmão da vítima pretende atuar por intermédio do advogado da AMAERJ como assistente de acusação no processo criminal que tramitará em um dos tribunais do júri da Comarca da Capital”, disse Felipe Gonçalves.

Leia também: Magistrados e parentes se despedem da juíza Viviane Vieira do Amaral Arronenzi