domingo, 15 de dezembro de 2019

AMAERJ | 05 de março de 2018 18:42

Tribunais se manifestam contra greve de juízes federais

Share 'Tribunais se manifestam contra greve de juízes federais' on Delicious Share 'Tribunais se manifestam contra greve de juízes federais' on Digg Share 'Tribunais se manifestam contra greve de juízes federais' on Facebook Share 'Tribunais se manifestam contra greve de juízes federais' on Google+ Share 'Tribunais se manifestam contra greve de juízes federais' on Link-a-Gogo Share 'Tribunais se manifestam contra greve de juízes federais' on LinkedIn Share 'Tribunais se manifestam contra greve de juízes federais' on Pinterest Share 'Tribunais se manifestam contra greve de juízes federais' on reddit Share 'Tribunais se manifestam contra greve de juízes federais' on StumbleUpon Share 'Tribunais se manifestam contra greve de juízes federais' on Twitter Share 'Tribunais se manifestam contra greve de juízes federais' on Add to Bookmarks Share 'Tribunais se manifestam contra greve de juízes federais' on Email Share 'Tribunais se manifestam contra greve de juízes federais' on Print Friendly Whatsapp

Foto: Caio Loureiro

Os presidentes dos Tribunais de Justiça de todo o País classificaram como “inadmissível” a paralisação dos juízes federais marcada para 15 de março. Os desembargadores manifestaram posição contrária à greve, na sexta-feira (2), na Carta de Maceió.

Leia também: Cármen Lúcia considera excelente trabalho de Infância e Juventude do TJ-RJ
Prêmio Innovare 2018 será lançado em 8 de março
Vanessa Cavalieri concende entrevista à GloboNews sobre superlotação nos educandários do Estado

O documento foi produzido no fim do 113º Encontro do Conselho, no Tribunal de Justiça de Alagoas, e foi aprovado pelos presidentes de tribunais das 27 unidades da federação e por ex-presidentes e ex-vice-presidentes que integram a Comissão Executiva do Colegiado.

Veja a íntegra da Carta:

O Conselho dos Tribunais de Justiça – CTJ, composto pelos Presidentes dos Tribunais de Justiça dos Estados e do Distrito Federal, reunido na cidade de Maceió (AL), ao final do 113º Encontro, no dia 02 de março de 2018, vem a público manifestar posição contrária à deflagração do movimento grevista de juízes federais em razão da designação do julgamento do auxílio moradia, que ocorrerá na sessão plenária do STF no próximo dia 22.

Este Colegiado defende a legitimidade de direitos previstos na LOMAN e em Resoluções do CNJ, e entende inadmissível pressionar ministros da Suprema Corte com paralisação de atividade essencial à sociedade, devendo prevalecer sempre a autonomia e independência funcionais dos magistrados.

Maceió/AL, 02 de março de 2018.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Seja o primeiro a comentar!