segunda, 19 de abril de 2021

Destaques da Home 2 | 17 de março de 2021 17:36

Juíza organiza confecção de camisas para divulgar a campanha Sinal Vermelho

A juíza Renata Travassos Medina de Macedo, titular da Vara de Violência Doméstica da Comarca de São João de Meriti e integrante da Coordenadoria Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar (Coem), encomendou a confecção de camisetas com o objetivo de divulgar o X vermelho, símbolo da campanha da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).  

Sobre a iniciativa, a magistrada explica que, “com a chegada do mês de março e do Dia Internacional da Mulher, resolvi chamar minhas amigas do beach tênis para que cada uma publicasse uma foto com um X na mão, como forma de divulgar a campanha Sinal Vermelho contra a Violência Doméstica. Imediatamente veio a ideia da confecção e venda de camisetas”.

Juíza Renata Travassos Medina de Macedo

A ideia da criação das camisetas foi da magistrada e da representante da rede de beach tennis BTS, Silvia Curvo. Mais magistradas se interessaram e ofereceram ajuda na formulação dos pedidos e distribuição das camisetas, vendidas a preço de custo, sem fim lucrativo.

Renata Medina conta que a divulgação da Sinal Vermelho por meio das camisetas é uma forma de tornar o símbolo da campanha mais conhecido. “Vendemos mais de cem camisetas, foi um sucesso. Não podíamos organizar eventos por conta da pandemia. No entanto, com a camiseta, pensamos que de alguma forma poderíamos marcar nossa união em prol da causa, ainda que separadas, cada uma em seu point.”

A adesão da Magistratura à iniciativa foi um ponto muito relevante. A juíza destaca que “a importância de a classe abraçar a iniciativa vestindo e compartilhando fotos com a camisa é divulgar o X vermelho como um código, ou seja, como um pedido de socorro das vítimas de violência doméstica”.

“Hoje temos no Tribunal de Justiça um grupo de magistradas denominado ‘Coletiva Magistradas”, que está engajado em defender e apoiar todas as causas envolvendo as mulheres.”

As camisetas chegaram em mais ambientes da sociedade, como cartórios e unidades da Polícia Militar (PM). Na Baixada Fluminense, o 1º Ofício de Notas de Belford Roxo e o cartório do 3º Ofício de São João de Meriti aderiram à campanha e vestiram seus funcionários com a camisa do X.

Em cerimônia de entrega de cestas básicas, nesta quarta-feira (17), as magistradas Juliana Cardoso, Katerine Jatahy e Renata Medina presentearam o secretário de Estado de PM, coronel Rogério Figueiredo, e a tenente-coronel Claudia Moraes com as camisetas. Durante o evento, os oficiais vestiram-nas, o que, diz a juíza, “mostra a união do Poder Judiciário e da Polícia Militar, através da Patrulha Maria da Penha, no combate à violência contra as mulheres”.

Leia também: Juízas participam da entrega de 900 cestas básicas à Patrulha Maria da Penha
AMAERJ apoia venda de camisas de campanha contra violência doméstica