segunda, 15 de outubro de 2018

AMAERJ | 16 de maio de 2018 17:56

Senado indica recondução de Henrique Ávila no CNJ

Share 'Senado indica recondução de Henrique Ávila no CNJ' on Delicious Share 'Senado indica recondução de Henrique Ávila no CNJ' on Digg Share 'Senado indica recondução de Henrique Ávila no CNJ' on Facebook Share 'Senado indica recondução de Henrique Ávila no CNJ' on Google+ Share 'Senado indica recondução de Henrique Ávila no CNJ' on Link-a-Gogo Share 'Senado indica recondução de Henrique Ávila no CNJ' on LinkedIn Share 'Senado indica recondução de Henrique Ávila no CNJ' on Pinterest Share 'Senado indica recondução de Henrique Ávila no CNJ' on reddit Share 'Senado indica recondução de Henrique Ávila no CNJ' on StumbleUpon Share 'Senado indica recondução de Henrique Ávila no CNJ' on Twitter Share 'Senado indica recondução de Henrique Ávila no CNJ' on Add to Bookmarks Share 'Senado indica recondução de Henrique Ávila no CNJ' on Email Share 'Senado indica recondução de Henrique Ávila no CNJ' on Print Friendly Whatsapp

Indicação de Henrique Ávila foi feita com oito meses de antecedência | FOTO: G. Dettmar/CNJ

A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) do Senado aprovou a indicação do conselheiro Henrique Ávila para novo mandato de dois anos no Conselho Nacional de Justiça (CNJ). A indicação, nesta quarta-feira (16), é feita com oito meses de antecedência.

O atual mandato que Ávila termina em fevereiro de 2019, logo após a volta do recesso legislativo, já com os novos integrantes do Congresso Nacional. Por isso, os senadores adiantaram a indicação. Na próxima quarta-feira (23), às 10h, o conselheiro será sabatinado na CCJ e, caso seja aprovado, seu nome irá à votação no plenário para a confirmar a recondução.

Leia também: Distribuição de processos no STF passará por auditoria sobre segurança do sistema
TJ-RJ inaugura central de mediação em fórum de Niterói
Ministro Saldanha e juízes debatem independência judicial sexta-feira

“Considero a indicação para compor a vaga uma homenagem ao trabalho realizado no CNJ. Durante a sabatina, acredito que os senadores, preocupados com as questões da sociedade, vão se debruçar sobre temas atinentes ao Poder Judiciário, hoje em evidência, e ao trabalho desempenhado pelo Conselho, na parte disciplinar e na parte de projetos e de planejamento estratégico do Poder Judiciário”, avalia.

Atual vice-presidente do CNJ, o ministro Dias Toffoli apoiou a indicação de Ávila para representar o Senado na CCJ. Em setembro o ministro assume a presidência do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Conselho.

“O ministro está entusiasmado com o CNJ, com o trabalho desempenhado. Isso é um indicativo de que o Conselho continuará o bom trabalho que vem sendo feito. Sua boa gestão no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) foi reconhecida por grandes eleitoralistas do Brasil, o que é um indicativo do que pode ser o trabalho à frente do CNJ. Os conselheiros, inclusive eu se for reconduzido pelo Senado, estaremos lá para colaborar com a gestão dele à frente do órgão de controle do Poder Judiciário que a sociedade reconhece como indispensável para a administração da justiça”, concluiu.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Seja o primeiro a comentar!