domingo, 19 de maio de 2019

AMAERJ | 10 de maio de 2019 15:41

Curso sobre gestão de processo eletrônico reúne 40 juízes

Share 'Curso sobre gestão de processo eletrônico reúne 40 juízes' on Delicious Share 'Curso sobre gestão de processo eletrônico reúne 40 juízes' on Digg Share 'Curso sobre gestão de processo eletrônico reúne 40 juízes' on Facebook Share 'Curso sobre gestão de processo eletrônico reúne 40 juízes' on Google+ Share 'Curso sobre gestão de processo eletrônico reúne 40 juízes' on Link-a-Gogo Share 'Curso sobre gestão de processo eletrônico reúne 40 juízes' on LinkedIn Share 'Curso sobre gestão de processo eletrônico reúne 40 juízes' on Pinterest Share 'Curso sobre gestão de processo eletrônico reúne 40 juízes' on reddit Share 'Curso sobre gestão de processo eletrônico reúne 40 juízes' on StumbleUpon Share 'Curso sobre gestão de processo eletrônico reúne 40 juízes' on Twitter Share 'Curso sobre gestão de processo eletrônico reúne 40 juízes' on Add to Bookmarks Share 'Curso sobre gestão de processo eletrônico reúne 40 juízes' on Email Share 'Curso sobre gestão de processo eletrônico reúne 40 juízes' on Print Friendly Whatsapp

Solicitado pelos magistrados a Renata Gil, presidente da AMAERJ, o curso de formação continuada “Gestão de Processo Eletrônico” começou nesta sexta-feira (10) com a participação de 40 juízes. “O curso surgiu a partir de uma solicitação dos juízes de Niterói diante deste momento novo que estamos vivendo no Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, com os atos da Corregedoria e da Presidência”, disse Renata Gil, professora responsável pelo curso.

A magistrada destacou os projetos da Associação na área acadêmica. “Meu objetivo é deixar como legado a escola internacional da AMAERJ, com diversos cursos, para que os colegas possam se reciclar. Muitas pessoas ao redor do mundo estão pensando em como lidar com a Justiça eletrônica. Gostaria que todos tivessem essa oportunidade de participar”, afirmou.

“Recentemente, vivi uma ótima experiência em Harvard. São muitas análises diferentes que não temos oportunidade de conhecer. A ideia da AMAERJ é possibilitar aos magistrados participar de cursos ao longo do ano, a partir de convênios com universidades de outros países, para elevar o nosso nível de preparo acadêmico. Nós não temos tempo, mas precisamos ter esse tempo para evoluirmos.”

O juiz-auxiliar da Presidência do TJ-RJ Fábio Porto concorda com a necessidade de cursos no exterior para os magistrados.

“A troca de informações é muito rica, abre o seu horizonte. Toda pessoa que já teve a oportunidade de fazer curso em alguma universidade fora do país sabe disso. Esta é uma forma de oxigenar a magistratura. O Judiciário do Rio já teve autores de renome internacional, como o professor Barbosa Moreira, mas os novos colegas não têm tempo para nada, só conseguem trabalhar, quanto muito conseguem. A oxigenação é necessária, cursos como este nos faz pensar fora da caixa”, ressaltou.

Promovido pela EMERJ (Escola da Magistratura do Estado do Rio de Janeiro), o curso também tem como professores os magistrados Alberto Republicano, Daniela Ferro, Neusa Regina Alvarenga, Renata Guarino, Rodrigo Moreira Alves e Tatiana Pereira Nunes. As aulas terminam na segunda-feira (13).

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Seja o primeiro a comentar!