quarta, 15 de agosto de 2018

AMAERJ | 25 de maio de 2018 17:37

Cármen Lúcia e Rodrigo Maia falam no Congresso da AMB em Maceió

Share 'Cármen Lúcia e Rodrigo Maia falam no Congresso da AMB em Maceió' on Delicious Share 'Cármen Lúcia e Rodrigo Maia falam no Congresso da AMB em Maceió' on Digg Share 'Cármen Lúcia e Rodrigo Maia falam no Congresso da AMB em Maceió' on Facebook Share 'Cármen Lúcia e Rodrigo Maia falam no Congresso da AMB em Maceió' on Google+ Share 'Cármen Lúcia e Rodrigo Maia falam no Congresso da AMB em Maceió' on Link-a-Gogo Share 'Cármen Lúcia e Rodrigo Maia falam no Congresso da AMB em Maceió' on LinkedIn Share 'Cármen Lúcia e Rodrigo Maia falam no Congresso da AMB em Maceió' on Pinterest Share 'Cármen Lúcia e Rodrigo Maia falam no Congresso da AMB em Maceió' on reddit Share 'Cármen Lúcia e Rodrigo Maia falam no Congresso da AMB em Maceió' on StumbleUpon Share 'Cármen Lúcia e Rodrigo Maia falam no Congresso da AMB em Maceió' on Twitter Share 'Cármen Lúcia e Rodrigo Maia falam no Congresso da AMB em Maceió' on Add to Bookmarks Share 'Cármen Lúcia e Rodrigo Maia falam no Congresso da AMB em Maceió' on Email Share 'Cármen Lúcia e Rodrigo Maia falam no Congresso da AMB em Maceió' on Print Friendly Whatsapp

Cármen Lúcia falou sobre ações e projeto à frente do CNJ

A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), Cármen Lúcia, e o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, participaram do painel “Temas Relevantes da Magistratura Atual”, no 23º Congresso de Magistrados Brasileiros. O presidente da AMB, Jayme de Oliveira, e a presidente da AMAERJ e vice-presidente Institucional da AMB, Renata Gil, presidiram a mesa. Cármen Lúcia elogiou o trabalho dos juízes de primeiro grau, especialmente os criminais.

A presidente do STF disse que na próxima quarta-feira (30) apresentará aos ministros da Suprema Corte o Banco Nacional de Mandados de Prisão (BNMP), que reúne informações de presos de todo o país.

“Hoje, 22 estados estão com o cadastro completo, praticamente 80% das informações nacionais. Se conseguimos isso foi graças aos juízes que, para além de sua função jurisdicional, tiveram essa atuação administrativa. Vivemos momentos difíceis muito porque nossa justiça é artesanal, mas temos juízes que seriam valorizados em qualquer lugar do mundo. Confio muito no juiz brasileiro, principalmente o de primeiro grau”, afirmou.

Leia também: ‘Magistratura virou atividade de risco’, afirma Renata Gil em palestra sobre segurança institucional
‘Vivemos a plena autonomia do Judiciário’, diz Dias Toffoli no Congresso da AMB
Ministros e desembargadores debatem 30 anos da Constituição segunda-feira

A ministra ressaltou ações e projetos implantados à frente do CNJ como a divulgação das remunerações dos magistrados de todo o país. Ela também citou um novo projeto para implantação de inteligência artificial para ajudar e agilizar o trabalho do Judiciário.

“Como juíza, quero boas condições de trabalho, materiais, remuneratórias e de gestão para os 18 mil juízes brasileiros. Com os avanços tecnológicos, os juízes terão mais eficácia no trabalho e a resposta será mais rápida. A insatisfação que vemos na sociedade hoje é uma busca por transformação”, disse.

Cármen Lúcia também falou sobre a necessidade de dialogar e falar diretamente à sociedade. “Precisamos contar para a sociedade brasileira sobre nosso trabalho. Hoje, a população reconhece o Judiciário, mas não conhece o Judiciário. Queremos que a sociedade nos conheça e entenda que o tempo da política é um e o do Judiciário, outro. Somos um Judiciário em construção, para ser forte, independente e eficiente. Estarei ao lado dos senhores.” Ela foi aplaudida de pé.

Presidente do STF e do CNJ elogiou os juízes do primeiro grau

Harmonia

Rodrigo Maia ressaltou a importância da harmonia entre os poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, principalmente em períodos de transformação social como o vivido pelo Brasil atualmente.

“A relação entre os poderes tem que ser harmônica, com bastante diálogo e sempre respeitando a independência do outro poder. Temos tido muitas informações mal colocadas que geram atritos desnecessários na relação harmônica entre os poderes. Dessa forma, vamos construir juntos soluções e estruturas para que cada poder possa exercer sua função. Tenham certeza de que nada na Câmara acontece sem que haja muito diálogo, muito debate, principalmente quando isso afeta outros poderes. Nessa transformação que o Brasil vive, o papel de cada um de vocês tem sido fundamental”, disse.

Rodrigo Maia falou sobre a harmonia entre os poderes Legislativo, Executivo e Judiciário

A ministra Cármen Lúcia foi aplaudida de pé

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Seja o primeiro a comentar!