domingo, 13 de junho de 2021
Portal do Associado - Recadastramento

Judiciário na Mídia Hoje | 13 de maio de 2021 14:34

TJ abre exposição que mostra a perseguição de Hitler a 20 mil negros

*O Globo/Ancelmo Gois

Exposição no Museu da Justiça, no Centro do Rio | Foto: Divulgação

Nesta quinta-feira (13), quando se comemora a Abolição da Escravatura no Brasil, o Museu da Justiça, no Fórum Central do TJ do Rio, lança a exposição “Nossa Luta: a perseguição aos negros durante o Holocausto”.

Trazida do Museu do Holocausto de Curitiba, a mostra é fruto de intenso trabalho de pesquisa, que resgatou a história de alguns desses personagens até então desconhecidos.

Cerca de 20 mil negros viviam na Alemanha nazista, em uma população de cerca de 65 milhões da habitantes. Assim, os negros que viviam na Alemanha ou mesmo em territórios ocupados foram isolados, alguns esterilizados – vistos como ameaça a pureza da raça – ou mesmo executados.

Leia também: Prêmio Prioridade Absoluta exalta projetos para crianças e adolescentes
Paulo Assed participará de webinar sobre Lei de Recuperação e Falência
Mulheres vítimas de violência recebem doações de campanha da AMAERJ

“O conhecimento da História é muito importante para que repensemos nossos preconceitos e entendamos suas consequências. Convido a todos que forem se vacinar no Museu da Justiça a visitar essa exposição que nos traz mais uma luz sobre essa terrível história de racismo e genocídio no período nazista”, disse o presidente do Tribunal de Justiça do Rio, desembargador Henrique Carlos de Andrade Figueira.

A exposição estará aberta para visitação de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, no horário da vacinação.

Serviço
Exposição “Nossa Luta: a perseguição aos negros durante o Holocausto”
A partir de 13 de maio de 2021, apenas para quem for se vacinar
Museu da Justiça – Centro Cultural do Poder Judiciário – CCMJ
Rua Dom Manuel, 29, 2º andar – Centro, Rio de Janeiro/RJ
Entrada Franca