quarta, 08 de julho de 2020

AMAERJ | 07 de janeiro de 2019 13:59

Rodrigo Pacheco toma posse na Defensoria Pública do Rio

Juiz Felipe Gonçalves com os defensores Fábio Cunha, Luciana Mello, Rodrigo Pacheco e Leandro Moretti

Com a presença do governador Wilson Witzel, o defensor público Rodrigo Baptista Pacheco assumiu nesta segunda-feira (7) o comando da Defensoria Pública do Estado do Rio de Janeiro. O juiz Felipe Gonçalves, 2º secretário da AMAERJ, representou, na cerimônia de posse, a entidade e sua presidente, a juíza Renata Gil.

Leia também: Ministro Salomão elege os 30 julgamentos mais importantes do STJ
Desembargador Jayme Boente é nomeado presidente do Conselho de Segurança do Rio
ENM abre inscrições para curso de Direito Comparado nos Estados Unidos

O novo defensor público-geral sucede ao defensor público André Castro, que esteve à frente da Defensoria Pública nos últimos quatro anos, por dois mandatos consecutivos. Na gestão de Castro, Baptista Pacheco atuou como 2º subdefensor público-geral. Ele é defensor público há 16 anos.

Baptista Pacheco, de 40 anos estará à frente da Defensoria durante o biênio 2019-2020. Com 552 dos 886 votos válidos, ele foi o mais votado em novembro, quando os defensores escolheram os integrantes da lista tríplice a ser submetida ao governador. A escolha dos defensores foi referendada por Witzel logo no primeiro dia de sua gestão.

Além do governador, estiveram presentes, entre outras autoridades, o presidente do TJ-RJ, Milton Fernandes de Souza, e os deputados federais Marcelo Freixo e Paulo Ramos.

Ex-defensor público, o juiz Felipe Gonçalves é amigo de Baptista Pacheco há muito anos.

“Rodrigo encontrará uma Defensoria Pública bem organizada. Ele conhece muito bem a Defensoria, até mesmo porque participou da gestão do antecessor. É um profissional muito capacitado e, me parece, bastante afinado com o governo do Estado do Rio de Janeiro e com o Tribunal de Justiça”, disse Gonçalves.