quarta, 24 de fevereiro de 2021

AMAERJ | 18 de fevereiro de 2021 13:07

Revista Fórum: Associados participam ativamente das iniciativas da AMAERJ

Primeiro encontro da diretoria, realizado antes da pandemia | Foto: Matheus Salomão

Magistrados ativos e aposentados de todo o Estado têm voz nas decisões associativas

Por Diego Carvalho

Já no discurso de posse, há um ano, o presidente Felipe Gonçalves ressaltou que a AMAERJ teria, de fato, uma gestão participativa, a fim de que houvesse “o manifesto de toda a Magistratura, sem distinções e sem preferências”.

“Daremos destaque aos colegas do interior, que estarão representados – e com voz – na gestão que se inicia na AMAERJ. A importância dos juízes no interior do Estado é expressiva e substancial. Conosco, eles terão abertura para trazer seus problemas e discuti-los. Canal aberto, comunicação direta, movimento associativo fortalecido nos municípios interioranos”, disse Felipe Gonçalves na posse. E assim foi feito.

Logo no primeiro semestre, o presidente reativou o Conselho de Representantes da AMAERJ, integrado por 22 juízes, dois representantes de cada Regional da entidade.

Presidido por Gonçalves, o Conselho é composto pelos juízes Alberto Republicano (Nova Iguaçu), Ana Paula Chini (Niterói), Andrea Mauro de Oliveira (Itaguaí), Antonio Cardoso Junior (Duque de Caxias), Beatriz Pantoja (Niterói), Elen de Freitas Barbosa (Petrópolis), Ivan Mirancos Junior (Itaguaí), Luiz Fernando Souza Filho (Petrópolis), Marcela Assad (Teresópolis), Marcio Dantas (São Pedro da Aldeia), Maria do Carmo Gerk (Nova Friburgo), Octávio Chagas (Nova Iguaçu), Orlando Feitosa (Teresópolis), Otávio Mauro Nobre (Campos dos Goytacazes), Ralph Manhães Junior (Campos dos Goytacazes), Raquel Cardoso (Volta Redonda), Ricardo Starling (Duque de Caxias), Rodrigo Rebouças (Itaperuna), Rodrigo Rocha de Jesus (Itaperuna), Samara Cesario (Nova Friburgo), Sheila Draxler de Souza (São Pedro da Aldeia) e Thiago Gondim (Volta Redonda).

“A reativação do Conselho representa excelente iniciativa desta gestão, que certamente vem para estreitar ainda mais o contato entre as Regionais e a presidência da AMAERJ. A medida contribui para a rápida resposta às demandas dos colegas do interior”, disse a juíza Raquel Cardoso, representante da AMAERJ-Volta Redonda.

A partir de março, reuniões de diretores e dos conselhos passaram a ocorrer por videoconferência

A retomada do Conselho, inativo havia anos, foi proposta por Gonçalves aos diretores-presidentes das 11 Regionais. O contato entre os integrantes é ágil, direto e constante. As deliberações acontecem por meios eletrônicos.

“A reativação do Conselho devolve às comarcas do interior a representatividade, aumenta a interlocução e viabiliza com mais facilidade o encaminhamento dos pleitos dos colegas à presidência, para melhorar o próprio exercício da judicatura, a proteção das garantias e as prerrogativas dos magistrados”, disse Marcela Assad, da AMAERJ-Teresópolis.

Com o propósito de ter uma gestão integrada, a AMAERJ desmembrou o Departamento de Aposentados e Pensionistas. Foi criado o Conselho de Aposentados, formado por 15 magistrados: Roberto Felinto (diretor), Antonio Augusto Chaves de Meireles, Eunice Ferreira Caldas, Fernando Marques de Campos Cabral, Índio Brasileiro da Rocha, Joel Pereira dos Santos, Maria Elisa Peixoto Lubanco, Newton Paulo Azeredo da Silveira, Nilton Ramos Dantas Santos, Paulo Maurício Pereira, Ricardo Silva de Bustamante, Roberto Guimarães, Ronald dos Santos Valladares, Ruyz Athayde Alcântara de Carvalho e Thiago Ribas Filho.

Em razão da pandemia, os conselheiros realizaram as sete reuniões por videoconferência. A tecnologia permitiu a deliberação de ações associativas em temas de interesse da categoria, como questão remuneratória, Previdência Social e prova de vida.

Reunião do Conselho de Aposentados

Além do Conselho de Aposentados, a Associação criou o Departamento de Pensionistas, dirigido por Patrícia Khaddour Pinheiro, Alda Guariento Rodrigues e Marylza de Paiva Ultra.

Para definir as estratégias de atuação, a AMAERJ promove frequentes reuniões de diretoria. Os magistrados representam a Associação, ainda, em 16 comissões do Tribunal de Justiça e comitês externos.

Confira aqui a revista completa.