domingo, 19 de janeiro de 2020

AMAERJ | 19 de dezembro de 2019 12:30

Revista FÓRUM: À frente da AMAERJ, Felipe Gonçalves defende a união da magistratura fluminense

Share 'Revista FÓRUM: À frente da AMAERJ, Felipe Gonçalves defende a união da magistratura fluminense' on Delicious Share 'Revista FÓRUM: À frente da AMAERJ, Felipe Gonçalves defende a união da magistratura fluminense' on Digg Share 'Revista FÓRUM: À frente da AMAERJ, Felipe Gonçalves defende a união da magistratura fluminense' on Facebook Share 'Revista FÓRUM: À frente da AMAERJ, Felipe Gonçalves defende a união da magistratura fluminense' on Google+ Share 'Revista FÓRUM: À frente da AMAERJ, Felipe Gonçalves defende a união da magistratura fluminense' on Link-a-Gogo Share 'Revista FÓRUM: À frente da AMAERJ, Felipe Gonçalves defende a união da magistratura fluminense' on LinkedIn Share 'Revista FÓRUM: À frente da AMAERJ, Felipe Gonçalves defende a união da magistratura fluminense' on Pinterest Share 'Revista FÓRUM: À frente da AMAERJ, Felipe Gonçalves defende a união da magistratura fluminense' on reddit Share 'Revista FÓRUM: À frente da AMAERJ, Felipe Gonçalves defende a união da magistratura fluminense' on StumbleUpon Share 'Revista FÓRUM: À frente da AMAERJ, Felipe Gonçalves defende a união da magistratura fluminense' on Twitter Share 'Revista FÓRUM: À frente da AMAERJ, Felipe Gonçalves defende a união da magistratura fluminense' on Add to Bookmarks Share 'Revista FÓRUM: À frente da AMAERJ, Felipe Gonçalves defende a união da magistratura fluminense' on Email Share 'Revista FÓRUM: À frente da AMAERJ, Felipe Gonçalves defende a união da magistratura fluminense' on Print Friendly Whatsapp
Felipe Gonçalves discursa após anúncio do resultado da eleição | Foto: Matheus Salomão

Futuro presidente trabalhará para que magistrados se engajem em ações pela classe

por DIEGO CARVALHO e SERGIO TORRES

Eleito para presidir a Associação dos Magistrados do Estado do Rio de Janeiro (AMAERJ) no biênio 2020-2021, o juiz Felipe Gonçalves, da Chapa 1 “+Unidos+Fortes”, conclama todos os colegas da magistratura fluminense a se engajarem em iniciativas de defesa da classe.

Com 484 votos (57% do total dos eleitores), Gonçalves, de 42 anos, sucederá à juíza Renata Gil, que presidiu a AMAERJ em duas gestões consecutivas – 2016/2017 e 2018/2019 – e assumiu em 11 de dezembro a presidência da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), à qual se elegeu com quase 80% dos votos, recorde histórico da entidade.

A posse do presidente eleito acontecerá em 7 de fevereiro. Para Felipe Gonçalves, “diversas pautas tentam apequenar a magistratura”.

“Vamos brigar para que tudo isso seja revertido. Conclamo a todos para que entrem nessa luta. Nós somos uma classe, precisamos estar unidos para que tenhamos o nosso valor reconhecido. Se ficarmos mais fragmentados será difícil, porque essa briga é inglória. Será um ano de muita luta, e eu preciso muito de todos vocês”, discursou ele logo após a oficialização do resultado, na noite de 25 de novembro, na Sede Administrativa da AMAERJ (Centro do Rio de Janeiro).

No discurso, o presidente eleito da AMAERJ agradeceu a confiança dos magistrados fluminenses. Ele reafirmou que o momento é de união da classe.

“A partir de agora não tem mais Chapa 1 e Chapa 2. Somos uma só classe. O mote do nosso grupo tem que ser a união. Vejo que a sociedade, muitas vezes, não reconhece mais o valor que o juiz merece. Durante estes dois anos de gestão, vamos lutar para que todos os juízes voltem a ter seu valor reconhecido”, afirmou.

Integrantes da Comissão Apuradora somam os votos | Foto: Matheus Salomão

Ao todo, 868 associados votaram pelos sistemas presencial, eletrônico e por correspondência. A Chapa 2 “Ação e Participação”, liderada pelo juiz Paulo Feijó, teve 369 votos (43%). Primeiro a discursar após o anúncio do resultado pela Comissão Apuradora, Feijó parabenizou o oponente. Ele assegurou que torcerá pelo êxito do colega.

“Felipe, parabéns para você, para a sua chapa e para Renata Gil. Após a vitória de vocês, voltamos a ser um grupo só. Certamente, todos nós estamos torcendo muito para que a sua gestão seja excepcional. Precisamos muito disso. Muito obrigado a todos.”

Leia também: ‘Todos nós, do Judiciário, estamos preparados para resistir às pressões’, diz Gonçalves

QUEM É FELIPE GONÇALVES

Magistrado desde 2006, Felipe Gonçalves é juiz titular da 2ª Vara Criminal de Belford Roxo, cidade na Baixada Fluminense. Formado em Direito pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro, é mestre em Direito Processual e doutorando em Direito Processual, também pela Uerj. Antes de ingressar na magistratura, Gonçalves foi defensor público do Estado do Rio de 2002 a 2006.

Há sete anos o presidente eleito da AMAERJ atua no movimento associativo. Gonçalves integrou o Conselho Deliberativo nos biênios 2012/2013 e 2016/2017. Na gestão 2018/2019, exerceu a função de 2º secretário.

Leia aqui a revista completa.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Seja o primeiro a comentar!