quarta, 11 de dezembro de 2019

AMAERJ | 23 de fevereiro de 2019 10:15

Renata Gil participa do encontro de presidentes de TJs

Share 'Renata Gil participa do encontro de presidentes de TJs' on Delicious Share 'Renata Gil participa do encontro de presidentes de TJs' on Digg Share 'Renata Gil participa do encontro de presidentes de TJs' on Facebook Share 'Renata Gil participa do encontro de presidentes de TJs' on Google+ Share 'Renata Gil participa do encontro de presidentes de TJs' on Link-a-Gogo Share 'Renata Gil participa do encontro de presidentes de TJs' on LinkedIn Share 'Renata Gil participa do encontro de presidentes de TJs' on Pinterest Share 'Renata Gil participa do encontro de presidentes de TJs' on reddit Share 'Renata Gil participa do encontro de presidentes de TJs' on StumbleUpon Share 'Renata Gil participa do encontro de presidentes de TJs' on Twitter Share 'Renata Gil participa do encontro de presidentes de TJs' on Add to Bookmarks Share 'Renata Gil participa do encontro de presidentes de TJs' on Email Share 'Renata Gil participa do encontro de presidentes de TJs' on Print Friendly Whatsapp
Foto: TJ-SP

Com palestras dos ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) Dias Toffoli (presidente) e Alexandre de Moraes, terminou na sexta-feira (22) o Encontro de Presidentes dos Tribunais de Justiça do Brasil, em São Paulo. A presidente da AMAERJ e vice-presidente Institucional da AMB, Renata Gil, participou do encerramento do evento, que reuniu os líderes de 20 Cortes estaduais.

Realizado desde quinta-feira (21), o encontro teve o objetivo de compartilhar experiências, fomentar inovações e estreitar a cooperação institucional para o aprimoramento jurisdicional em todo o país.

Leia também: AMAERJ lança site da pesquisa sobre o perfil da magistratura
Em carta aberta, AMB alerta para aspectos perversos e desumanos da Reforma da Previdência
Podcast da AMAERJ fala sobre os casos de feminicídio no país

Dias Toffoli afirmou que o esforço de integração promovido pelo encontro está em sintonia com a visão institucional do STF e do CNJ (Conselho Nacional de Justiça).

“Estamos trabalhando muito para que o Judiciário esteja cada vez mais unido. É importantíssimo esse encontro porque a Justiça estadual é a que fica mais próxima da população. É a cara da Justiça perante a sociedade. Esses encontros contribuem para uma padronização para garantir maior efetividade e mais celeridade à Justiça brasileira”, ressaltou.

Outro ponto abordado pelo presidente do STF é a necessidade de o Poder Judiciário acompanhar as mudanças de paradigmas na sociedade ocasionadas pelas inovações tecnológicas. Mas alertou: “Quando todos os problemas do Brasil vão parar nos tribunais é sinal de que as demais instituições decisórias estão fracassando”.

Foto: TJ-SP

O ministro Alexandre de Moraes elogiou a iniciativa de se reunir os presidentes. “A Justiça estadual atende ao cidadão no seu dia-a-dia, que faz a grande pacificação social. Ela representa mais de 60% das causas do Brasil. Estarmos reunidos discutindo os problemas do sistema Judiciário para melhor servirmos ao cidadão é extremamente relevante em um país tão grande quanto o Brasil.”

Moraes abordou a importância da autonomia financeira e administrativa das Cortes estaduais, ameaçada pela crise financeira pela qual passam muitos Estados da Federação. “Não há independência do Poder Judiciário se não houver independência financeira”, disse. O ministro também apresentou ideias para modernizar a prestação jurisdicional, em especial o combate ao crime organizado.

Os participantes do encontro aprovaram, por unanimidade, a sugestão do novo regramento e estatuto do Colégio de Presidentes dos Tribunais de Justiça do Brasil (Codepre), a ser apresentado no próximo encontro do colegiado. O presidente do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, Claudio de Mello Tavares, destacou a mudança.

“Esse encontro é fundamental por reunir presidentes de todos os tribunais para uma troca de experiência entre os Estados. Participo pela primeira vez, e o encontro está sendo muito salutar. O presidente Manoel Calças (TJ-SP) resolveu estudar e modificar o Estatuto do Colégio dos Presidentes, uma vez que o atual permite que um ex-presidente comande o Colégio. Acho que traz mais legitimidade ao Colégio um presidente que esteja na ativa”, afirmou Tavares.

O presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo, Manoel Pereira Calças, celebrou a realização do evento.

“A reunião de 20 presidentes teve importância ímpar nas relações entre os magistrados que têm a gestão e administração financeira e política de todos esses tribunais. Ao refazermos o estatuto do Colégio de Presidentes estamos com o escopo de conseguir maior união, além de maior representatividade e melhor racionalidade. Todos puderam expor suas opiniões, que foram debatidas com largueza. Foi muito frutífero, com resultados excelentes. E o maior beneficiado com esse encontro será o jurisdicionado brasileiro.”

Também participaram do encontro o corregedor nacional de Justiça, Humberto Martins, e o presidente da AMB, Jayme de Oliveira. O próximo Encontro de Presidentes acontecerá em março, em Salvador, na Bahia.

Foto: TJ-SP

(Com informações do TJ-SP e do TJ-RJ)

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Seja o primeiro a comentar!