terça, 07 de julho de 2020

AMAERJ | 01 de junho de 2019 07:30

Renata Gil analisa decreto de armas em entrevista ao JN

Em entrevista ao “Jornal Nacional” (Rede Globo), principal programa de notícias da televisão brasileira, a presidente da AMAERJ, Renata Gil, disse que o decreto de armas apresentado pelo governo federal causa a “apreensão da comunidade jurídica” brasileira. Ela referia-se à possibilidade de pessoas presas e até condenadas por porte ilegal de armas vir a ser soltas, absolvidas ou ter a pena revista.

Leia também: Reforma da Previdência recebe 277 emendas na Comissão Especial
Inscrições abertas para o 8º Prêmio Patrícia Acioli de Direitos Humanos
Presidente da AMAERJ debate na Bahia a Reforma da Previdência

“Isso funcionaria necessariamente como abolitio criminis. A possibilidade de as pessoas que estão presas por porte ilegal de armas serem soltas pela liberalidade que o decreto apresenta”, sentenciou a magistrada, também vice-presidente Institucional da AMB.

A presenta de Renata Gil em uma das principais reportagens da edição do “Jornal Nacional” desta sexta-feira (31) reforça, ainda mais, a sua condição de referência para a imprensa brasileira na análise dos assuntos jurídicos mais importantes do país.

Veja aqui a reportagem do “Jornal Nacional”.