terça, 22 de setembro de 2020

AMAERJ | 11 de agosto de 2020 12:51

Prêmio AMAERJ Patrícia Acioli terá lançamento virtual em 24 de agosto

A Associação dos Magistrados do Estado do Rio de Janeiro realizará no próximo dia 24 a solenidade virtual de lançamento do 9º Prêmio AMAERJ Patrícia Acioli de Direitos Humanos.

Participarão da cerimônia o presidente da AMAERJ, Felipe Gonçalves, e os juízes Marcia Alves Succi e Daniel Konder de Almeida, integrantes da Comissão Organizadora da premiação.

O canal da AMAERJ no Youtube transmitirá ao vivo o lançamento do Prêmio AMAERJ Patrícia Acioli de Direitos Humanos.

Fim das inscrições

Faltam sete dias para o final das inscrições do 9º Prêmio AMAERJ Patrícia Acioli de Direitos Humanos. Os trabalhos serão recebidos até o dia 17 de agosto (próxima segunda-feira). São quatro categorias de premiação: Trabalhos dos Magistrados, Reportagens Jornalísticas, Práticas Humanísticas e Trabalhos Acadêmicos.

Inscreva seu trabalho aqui.

Um júri com especialistas de destaque nas quatro áreas selecionará os trabalhos premiados. São cinco finalistas por categoria. O primeiro lugar de cada uma delas receberá R$ 15 mil; o segundo, R$ 10 mil; e o terceiro, R$ 5 mil. Os três primeiros colocados receberão troféus. Os demais finalistas serão homenageados com Menções Honrosas. Na categoria Trabalhos dos Magistrados, os três primeiros colocados receberão troféus.

Leia também: Justiça condena 15 engenheiros e executivos pela queda da Ciclovia Tim Maia
Felipe Gonçalves participa de live sobre violência doméstica
Justiça homologa termo firmado entre o Estado e a Cedae para despoluição da Baía de Guanabara

O encerramento da votação para a escolha do vencedor do Prêmio Hors Concours também terminará no dia 17. A premiação será concedida a personalidade com notável atuação na área dos Direitos Humanos e Cidadania, votada pelos magistrados associados à AMAERJ. A lista tríplice é composta pela biomédica Jaqueline Góes de Jesus, pelo neurocirurgião Paulo Niemeyer Filho e pelo ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Luiz Fux. 

Os votos dos magistrados fluminenses na personalidade com notável atuação na área de Direitos Humanos e Cidadania serão recebidos pelo e-mail contato@amaerj.org.br até o dia 17 de agosto (segunda-feira da próxima semana).

Os escolhidos pelos dirigentes da AMAERJ são a biomédica Jaqueline Góes de Jesus, uma das cientistas responsáveis pelo estudo que levou ao sequenciamento genético do novo coronavírus; o ministro Luiz Fux, presidente eleito do Supremo Tribunal Federal (STF); e o neurocirurgião Paulo Niemeyer Filho, fundador do Instituto Estadual do Cérebro.

Conheça os indicados à disputa do Hors Concours de 2020.

JAQUELINE GÓES DE JESUS

Uma das coordenadoras da equipe multidisciplinar de pesquisadores que sequenciaram o genoma do primeiro caso de Covid-19 no Brasil. Graduada pela Escola Baiana de Medicina e Saúde Pública e doutora em Patologia Humana e Experimental pela Universidade Federal da Bahia (UFB), é pós-doutoranda da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP). Anteriormente desenvolvera pesquisas inovadoras relacionadas a surtos de febre amarela, chikungunya e zika.

LUIZ FUX

Jurista, professor universitário, magistrado e presidente eleito do Supremo Tribunal Federal (STF). Atual vice-presidente, assumirá a Suprema Corte em 10 de setembro, para dois anos de mandato. Na pandemia do coronavírus, atuou pela garantia de direitos fundamentais. Defendeu a readequação de contratos e a adoção de medidas que definiu como “jurisprudência de crise”. Por 18 anos, atuou como magistrado do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ), com desempenho de excelência.

PAULO NIEMEYER FILHO

Consagrado médico, fundou há seis anos e dirige o Instituto Estadual do Cérebro (IEC), referência no tratamento das doenças neurológicas e na realização de cirurgias pioneiras. Na pandemia, destinou os 44 leitos do Centro de Tratamento Intensivo do IEC às vítimas do coronavírus. Coordenou pesquisas com plasma para o tratamento da doença. Filho do neurocirurgião Paulo Niemeyer, sumidade da Medicina brasileira, é formado pela UFRJ, com especialização na Inglaterra.