segunda, 09 de dezembro de 2019

AMAERJ | 29 de maio de 2019 18:06

Nota de Defesa das prerrogativas dos magistrados fluminenses

Share 'Nota de Defesa das prerrogativas dos magistrados fluminenses' on Delicious Share 'Nota de Defesa das prerrogativas dos magistrados fluminenses' on Digg Share 'Nota de Defesa das prerrogativas dos magistrados fluminenses' on Facebook Share 'Nota de Defesa das prerrogativas dos magistrados fluminenses' on Google+ Share 'Nota de Defesa das prerrogativas dos magistrados fluminenses' on Link-a-Gogo Share 'Nota de Defesa das prerrogativas dos magistrados fluminenses' on LinkedIn Share 'Nota de Defesa das prerrogativas dos magistrados fluminenses' on Pinterest Share 'Nota de Defesa das prerrogativas dos magistrados fluminenses' on reddit Share 'Nota de Defesa das prerrogativas dos magistrados fluminenses' on StumbleUpon Share 'Nota de Defesa das prerrogativas dos magistrados fluminenses' on Twitter Share 'Nota de Defesa das prerrogativas dos magistrados fluminenses' on Add to Bookmarks Share 'Nota de Defesa das prerrogativas dos magistrados fluminenses' on Email Share 'Nota de Defesa das prerrogativas dos magistrados fluminenses' on Print Friendly Whatsapp

A AMAERJ esclarece, diante das inspeções já realizadas e das programadas pela Corregedoria de Justiça deste Estado, que não tolerará qualquer violação às prerrogativas da magistratura.

Nossa Associação tem atuado em várias frentes para aprimorar o primeiro grau de jurisdição, como a proposição de gratificação do quarto secretário, a solicitação de apresentação do plano de equalização da força de trabalho e a ampliação do prazo de autos conclusos para cem dias.

A exposição de magistrados é vedada pelo artigo 54 da LOMAN, que prescreve o sigilo de representações e reclamações.

A AMAERJ requereu e foi autorizada pelo Corregedor a acompanhar as referidas inspeções. Reafirmamos que o Rio de Janeiro tem os juízes mais produtivos do país, mesmo diante das dificuldades cartorárias que enfrentam.

É fundamental que os juízes sejam valorizados por sua importância para a sociedade e o país. A magistratura continuará, como sempre esteve, dedicada ao trabalho sério e de alta qualidade, que contribui para os cidadãos do Rio de Janeiro e fortalece o Poder Judiciário, pilar do Estado Democrático de Direito.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Seja o primeiro a comentar!