segunda, 09 de dezembro de 2019

AMAERJ | 30 de maio de 2019 15:36

Magistrados e servidores terão que fazer recadastramento bancário

Share 'Magistrados e servidores terão que fazer recadastramento bancário' on Delicious Share 'Magistrados e servidores terão que fazer recadastramento bancário' on Digg Share 'Magistrados e servidores terão que fazer recadastramento bancário' on Facebook Share 'Magistrados e servidores terão que fazer recadastramento bancário' on Google+ Share 'Magistrados e servidores terão que fazer recadastramento bancário' on Link-a-Gogo Share 'Magistrados e servidores terão que fazer recadastramento bancário' on LinkedIn Share 'Magistrados e servidores terão que fazer recadastramento bancário' on Pinterest Share 'Magistrados e servidores terão que fazer recadastramento bancário' on reddit Share 'Magistrados e servidores terão que fazer recadastramento bancário' on StumbleUpon Share 'Magistrados e servidores terão que fazer recadastramento bancário' on Twitter Share 'Magistrados e servidores terão que fazer recadastramento bancário' on Add to Bookmarks Share 'Magistrados e servidores terão que fazer recadastramento bancário' on Email Share 'Magistrados e servidores terão que fazer recadastramento bancário' on Print Friendly Whatsapp
Agência do Bradesco | Foto: Jonathan Heckler/JC

A partir de junho, os magistrados e servidores ativos deverão atualizar seus dados cadastrais em uma agência ou posto de atendimento do Banco Bradesco. O recadastramento acontecerá até novembro.

O objetivo da medida é atender as funcionalidades do eSocial (Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas), de adesão obrigatória por todos os órgãos da administração pública.

Leia também: Nota de repúdio
Nota oficial que repudia fala do prefeito repercute na imprensa
Criação de Juizados Especiais Criminais Digitais segue para sanção

A norma também vale para servidores exclusivamente comissionados e servidores requisitados ocupantes de cargo ou função de confiança do Poder Judiciário.

Para atualizar os dados, magistrados e servidores deverão comparecer pessoalmente, apresentando carteira de identidade funcional expedida pelo Poder Judiciário do Estado do Rio de Janeiro ou carteira de identidade, com data de emissão igual ou inferior a 15 anos; CPF (Cadastro de Pessoa Física) e comprovante original de residência atualizado (conta de consumo de água, energia elétrica, telefone ou correspondência bancária) – emitido há no máximo seis meses.

Como forma de evitar transtornos nos dias de maior movimento nas agências bancárias, o Bradesco apresentou sugestão de período preferencial para aqueles que optarem por efetuar o cadastramento com maior tranquilidade, de acordo com o número final de cada matrícula. Confira o cronograma de recadastramento:

(Com informações do TJ-RJ)

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Seja o primeiro a comentar!