sábado, 11 de julho de 2020

Destaques Noticias | 30 de maio de 2019 15:36

Júri simulado recebe universitários no Antigo Tribunal do Júri

Em parceria com a Associação Nacional da Advocacia Criminal (Anacrim), o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ) promoveu um júri simulado, nesta quinta-feira (30). O caso é baseado em feminicídio julgado pelo 3º Tribunal do Júri – o marido foi acusado pela morte da mulher.

Leia também: Criação de Juizados Especiais Criminais Digitais segue para sanção presidencial
Nota oficial que repudia fala do prefeito repercute na imprensa
Desembargador Weber Martins Batista morre aos 92 anos

Por maioria, o réu foi condenado por homicídio triplamente qualificado, por motivo fútil, dissimulação e feminicídio. A pena final foi de 30 anos.

A juíza Tula Mello, professora de Direito Penal, conduziu a simulação. Ela detalhou aos cerca de 150 estudantes de Direito, que lotaram o Antigo Tribunal do Júri (Museu da Justiça), o passo a passo do julgamento.

Os advogados Flavio Fernandes e James Walker apoiaram a equipe de defensores. Do mesmo modo, os promotores Carmem Elisa e Fabio Vieira orientaram os encarregados da acusação.