terça, 24 de novembro de 2020

AMAERJ | 19 de novembro de 2020 13:49

Jornal de Três Rios destaca reação da AMAERJ à fala de candidato

Reprodução do “Entre-Rios Jornal”

A Nota de Repúdio divulgada nesta quarta-feira (18) pela AMAERJ às declarações irresponsáveis do político Coronel Germano, candidato derrotada à Prefeitura de Três Rios (município no Centro-Sul do Estado do Rio), foi publicada na íntegra na capa do “Entre-Rios Jornal”, órgão noticioso da vizinha cidade de Três Rios.

Sem apresentar provas, o candidato –último lugar na disputa da prefeitura– questionou a lisura da Justiça Eleitoral, ao afirmar ter havido fraudes na totalização pelas urnas eletrônicas.

Leia também: NOTA OFICIAL CONJUNTA
Conselho da Magistratura do TJ abre edital para Turmas Recursais
AMAERJ parabeniza os magistrados do 30º e do 31º Concursos

Na nota, a AMAERJ sustenta que “o derrotado candidato age de modo irresponsável, o que é incompatível a alguém que acaba de pleitear a escolha popular pelo voto, mesmo que esta intenção tenha redundado em fracasso absoluto”.

Coronel Germano, do partido Patriotas, obteve somente 554 votos, o que corresponde a 2,40% do colégio eleitoral de Paraíba do Sul.

Leia abaixo a íntegra do documento oficial da AMAERJ.

NOTA DE REPÚDIO

A Associação dos Magistrados do Estado do Rio de Janeiro (AMAERJ) repudia, de maneira veemente, as declarações ofensivas dirigidas à Justiça Eleitoral pelo político Coronel Germano, recém-derrotado candidato à Prefeitura de Paraíba do Sul.

O fato de ter sido votado por apenas 554 eleitores, o que representa 2,40% do colégio eleitoral do município, não dá ao derrotado candidato do Patriotas o direito de questionar a confiabilidade das urnas eletrônicas.

Como bem frisa na manchete o “Entre-Rios Jornal”, cabe ao preterido Coronel Germano, na fala flagrada em vídeo, comprovar o que sustenta. Sem a prova de fraude nas urnas, o derrotado candidato age de modo irresponsável, o que é incompatível a alguém que acaba de pleitear a escolha popular pelo voto, mesmo que esta intenção tenha redundado em fracasso absoluto.”