quarta, 01 de abril de 2020

Cultura | 17 de junho de 2019 13:13

Em livro, operadores do Direito analisam filmes que marcaram suas vidas

Será lançado nesta segunda-feira (17) o livro “Os Advogados vão ao Cinema”, na Livraria da Travessa, no Centro do Rio de Janeiro. Na obra, 39 juízes, promotores e advogados analisam filmes preferidos sobre o Direito e a Justiça e propõem aos leitores uma série de reflexões. Participam do livro os magistrados do Rio de Janeiro Marcus Faver (ex-presidente do TJ-RJ), Alexandre Freitas Câmara, Luciano Rinaldi, Luiz Roberto Ayoub, Renato Sertã e Ricardo Couto de Castro.

Leia também: Juízes fluminenses avaliam aprendizado em curso sobre a Máfia
Comissão AMB Mulheres discute políticas para a equidade de gênero
AMAERJ parabeniza magistrados pelos 15 anos do 38º Concurso

“Não há dúvida de que o cinema estabeleceu modelos, pautou nosso comportamento e fomentou a cultura da nossa civilização, a ponto até de se misturar com ela”, afirma José Roberto de Castro Neves, organizador do livro, publicado pela Editora Nova Fronteira.

De comédias a dramas, de cults a blockbusters, são diversos os filmes destacados no livro. Ao comentar “A história de Qiu Ju” (1992), a ministra aposentada do STF (Supremo Tribunal Federal) Ellen Gracie conclui que “julgar é um ato de humildade”. O desembargador do TJ-RJ Luciano Rinaldi escreveu sobre “A Sociedade dos Poetas Mortos” (1989), que aborda a liberdade de cátedra.

Destacado na coluna Ancelmo Gois, no jornal O Globo desta segunda-feira (17), o lançamento da obra será a partir das 17h30, na Livraria da Travessa da Rua Sete de Setembro, no Centro do Rio.