terça, 22 de setembro de 2020

Destaques da Home | 10 de março de 2020 12:30

Congresso internacional no TJ-RJ é adiado em razão do coronavírus

Plenário do TJ-RJ sediará palestras no congresso internacional

O 2º Congresso Mundial de Direito Ambiental não será mais realizado de 23 a 27 de março. O encontro, que reunirá magistrados e demais profissionais do Direito de 100 países no TJ-RJ (Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro), foi adiado por conta da epidemia do coronavírus (covid-19). A nova data do congresso ainda será definida.

O congresso será promovido pela IUCN (União Internacional de Conservação da Natureza) e pela ONU (Organização das Nações Unidas), com o apoio da AMAERJ. A organização do evento citou como motivos para o adiamento os riscos à saúde global representados pelo covid-19 e as crescentes dificuldades de viagem.

Leia também: AMAERJ lamenta o falecimento do juiz Eduardo Perez Oberg
Posse da Regional de Itaperuna será nesta quarta-feira (11)
EMERJ transmite palestra sobre Lei de Improbidade Administrativa

Os cuidados a serem tomados por conta do coronavírus foram tratados na reunião preparatória do congresso, realizada na Sede Administrativa da AMAERJ, na sexta-feira (6). O ministro do STJ (Superior Tribunal de Justiça) Herman Benjamin, o presidente da AMAERJ, Felipe Gonçalves, e o juiz-auxiliar da presidência do TJ Marcello Rubioli participaram do encontro.

Com o lema “Estado de Direito Ambiental: Um Planeta, Um Futuro”, o congresso debaterá a legislação ambiental no futuro em conexão com os objetivos de desenvolvimento sustentável. Serão debatidos assuntos como as ferramentas legais para alcançar um ambiente urbano sustentável, as crises na biodiversidade e nos oceanos, os desafios éticos da bioengenharia, soluções inovadoras de tribunais e cortes e procedimentos legais que realcem o Estado de Direito ambiental.

Reunião preparatória do congresso, na Sede da AMAERJ, debateu o tema