domingo, 17 de novembro de 2019

AMAERJ | 07 de novembro de 2019 18:00

Cojes acolhe pedido da AMAERJ sobre critério de antiguidade nas Turmas Recursais

Share 'Cojes acolhe pedido da AMAERJ sobre critério de antiguidade nas Turmas Recursais' on Delicious Share 'Cojes acolhe pedido da AMAERJ sobre critério de antiguidade nas Turmas Recursais' on Digg Share 'Cojes acolhe pedido da AMAERJ sobre critério de antiguidade nas Turmas Recursais' on Facebook Share 'Cojes acolhe pedido da AMAERJ sobre critério de antiguidade nas Turmas Recursais' on Google+ Share 'Cojes acolhe pedido da AMAERJ sobre critério de antiguidade nas Turmas Recursais' on Link-a-Gogo Share 'Cojes acolhe pedido da AMAERJ sobre critério de antiguidade nas Turmas Recursais' on LinkedIn Share 'Cojes acolhe pedido da AMAERJ sobre critério de antiguidade nas Turmas Recursais' on Pinterest Share 'Cojes acolhe pedido da AMAERJ sobre critério de antiguidade nas Turmas Recursais' on reddit Share 'Cojes acolhe pedido da AMAERJ sobre critério de antiguidade nas Turmas Recursais' on StumbleUpon Share 'Cojes acolhe pedido da AMAERJ sobre critério de antiguidade nas Turmas Recursais' on Twitter Share 'Cojes acolhe pedido da AMAERJ sobre critério de antiguidade nas Turmas Recursais' on Add to Bookmarks Share 'Cojes acolhe pedido da AMAERJ sobre critério de antiguidade nas Turmas Recursais' on Email Share 'Cojes acolhe pedido da AMAERJ sobre critério de antiguidade nas Turmas Recursais' on Print Friendly Whatsapp

A Cojes (Comissão Judiciária de Articulação dos Juizados Especiais), do TJ-RJ (Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro), aprovou nesta quinta-feira (7) proposta de resolução sobre a antiguidade nas Turmas Recursais. A pedido da AMAERJ, o novo texto aplica o critério de antiguidade na entrância, conforme previsto na Constituição Federal.

De acordo com a nova redação, “as vagas de merecimento serão preenchidas preferencialmente pelos magistrados integrantes do sistema de Juizados Especiais, com prevalência destes sobre os juízes das demais competências”.

A representante da AMAERJ na Cojes, juíza Marcia Succi, ressaltou que “o critério constitucional objetivo da antiguidade na entrância foi observado com a nova redação”.

O presidente da Cojes, desembargador Mauro Pereira Martins, acredita que a mudança veio para “privilegiar a antiguidade dos juízes na medida em que se torna um critério objetivo, sem distinção entre juízes dentro e fora do sistema”. “Também atende a um apelo dos juízes, representados pela AMAERJ”, afirmou o desembargador.

Segundo Mauro Pereira Martins, o projeto aprovado na Comissão segue agora para análise do Órgão Especial do TJ-RJ.

Leia também: Associados da AMB podem votar até esta sexta-feira (8)
CNJ regulamenta escuta protegida de crianças e adolescentes
AMAERJ promove ‘Churrasco Solidário’ na Sede Campestre

Juíza Marcia Succi
Desembargador Mauro Martins | Foto: TJ-RJ

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Seja o primeiro a comentar!