sexta, 22 de janeiro de 2021

AMAERJ | 11 de janeiro de 2021 14:40

Campanha da AMAERJ contra feminicídio lança segundo vídeo

Idealizada pela AMAERJ, em parceria com a Escola da Magistratura do Estado do Rio de Janeiro (EMERJ), a campanha Magistradas contra o Feminicídio lançou seu segundo vídeo nesta segunda-feira (11).

O vídeo traz fotos da seis vítimas de feminicídios ocorridos em 24 de dezembro, véspera do Dia de Natal. Entre elas, Viviane Vieira do Amaral, juíza do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ), assassinado pelo ex-marido. Ela tinha 45 anos e deixou três filhas.

Engajada na luta contra a violência doméstica, a Magistratura do Rio de Janeiro externa sua repulsa aos crimes bárbaros que ainda ceifam vidas por questões de gênero na sociedade brasileira.

Leia também: AMAERJ reúne, em vídeo, repúdio de magistradas do Rio ao feminicídio
Distrito Federal decreta a ampliação da campanha Sinal Vermelho
Profissionais do Direito debaterão a nova Lei de Falências em webinar

No primeiro vídeo, divulgado nas redes sociais da  AMAERJ na semana passada, dez juízas do TJ-RJ dizem “basta” à cruel e abjeta prática do feminicídio: Renata Gil, presidente da AMB (Associação dos Magistrados Brasileiros), Elisabeth Machado Louro, Daniela Bandeira, Mirela Erbisti, Luciana da Cunha Martins Oliveira, Flávia Melo Balieiro, Adriana Costa dos Santos, Camilla Prado, Cristina Alcântara Quinto e Juliana Cardoso.

Em 24 de dezembro, seis mulheres sofreram feminicídio no Brasil. Além da juíza, foram assassinadas Aline Arns, de 38 anos, em Santa Catarina; Anna Paula Porfírio, de 45, em Pernambuco; Evelaine Aparecida Ricardo, de 29, no Paraná; Loni Priebe de Almeida, de 74, no Rio Grande do Sul; e Thalia Ferraz, de 23, em Santa Catarina.

O momento é de união nacional contra prática tão vil. O feminicídio tem o repúdio absoluto da AMAERJ e de seus associados.

#somostodasVivianeAnnaEvelaineLoniAlineThalia

#nenhumaamenos