sábado, 27 de fevereiro de 2021

Notícias | 30 de junho de 2015 14:30

Amaerj promove hoje Seminário Discriminação Zero

Com o objetivo de celebrar o direito de todos a uma vida com dignidade, sem importar a origem, orientação sexual, identidade de gênero ou raça, a Amaerj vai realizar hoje (30) o seminário “Discriminação Zero”. O evento acontecerá às 14h, no Tribunal Pleno. O seminário será promovido em parceria com o TJ-RJ e com a Organização das Nações Unidas (ONU), através da UNAIDS.

A organização conta com o Sistema Único de Saúde (SUS), o Ministério da Saúde, o Governo Federal e a Masan. O seminário tem o apoio cultural da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), da Universidade Veiga de Almeida (UVA), da Associação Brasileira de Enfermagem (ABEn) e da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO).

A cerimônia de abertura terá a participação dos presidentes da Amaerj, juiz Rossidélio Lopes e do TJ-RJ, desembargador Luiz Fernando Ribeiro de Carvalho. 

Discriminação home

A atriz, cantora, jornalista e poetisa Elisa Lucinda será a mediadora do Seminário. A palestra inicial abordará o tema “Diga não à Discriminação – Enfoque Jurídico Social e Cultural”, com a participação da desembargadora Ivone Caetano e das juízas Adriana Ramos de Mello, Ana Beatriz Estrella e Keila Blank de Cnop.

Em seguida, acontecerá a palestra “Discriminação e Cidadania: Saúde, Educação, Discriminação de Gênero”, com a participação da fundadora da Sociedade Viva Cazuza, Lucinha Araújo; do coordenador do Programa Estadual Rio Sem Homofobia, Cláudio Nascimento; da coordenadora do UNAIDS no Brasil, Georgiana Braga Orillard; e coordenador especial da Diversidade Sexual da Prefeitura do Rio, Carlos Tufvesson. Também haverá participação cultural do Afroreggae.

No seminário será concedida 4 horas de estágio pela OAB/RJ para estudantes de Direito e 2 horas de atividades de capacitação pela Escola de Administração Judiciária (Esaj) aos serventuários.

Fonte: Assessoria de Imprensa da Amaerj