quarta, 25 de novembro de 2020

AMAERJ | 31 de março de 2016 17:23

AMAERJ adota providências para garantir a segurança dos magistrados

upload_00023009

Diante do ato de violência contra a magistrada Tatiana Moreira Lima, em São Paulo, a AMAERJ adotou uma série de ações objetivas com o intuito de garantir a segurança de juízes e desembargadores, no exercício de suas funções.

A associação encaminhou nesta quinta-feira (31) ofícios requerendo medidas práticas, com resultados efetivos em um curto espaço de tempo, ao Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, à Diretoria Geral de Segurança Institucional (DGSEI) do TJ-RJ e à Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB).

À presidência da AMB, a AMAERJ solicita a criação imediata de uma comissão de magistrados, a fim de encaminhar ao Conselho Nacional de Justiça um Plano Nacional de Segurança de Magistrados, com a colaboração de todas as associações do país.

A AMAERJ pediu ao presidente do TJ-RJ, Luiz Fernando Ribeiro de Carvalho, a instalação de “portais de segurança com detector de metais e todo aparato necessário para restringir o ingresso de pessoas armadas”. Também solicitou a exigência de controle de acesso a todas as pessoas que entrem nos fóruns – inclusive servidores, promotores, defensores, advogados e policiais.

A presidente da AMAERJ, Renata Gil, pediu à DGSEI do TJ-RJ que seja reforçada a segurança dos fóruns do Estado, com policiais militares em todos os ambientes de audiência, e que seja verificado o perfeito funcionamento dos detectores de metais.