quarta, 05 de dezembro de 2018

AMAERJ | 06 de novembro de 2018 13:22

Tribunal do Rio terá mais de 700 audiências na 13ª Semana Nacional de Conciliação

Share 'Tribunal do Rio terá mais de 700 audiências na 13ª Semana Nacional de Conciliação' on Delicious Share 'Tribunal do Rio terá mais de 700 audiências na 13ª Semana Nacional de Conciliação' on Digg Share 'Tribunal do Rio terá mais de 700 audiências na 13ª Semana Nacional de Conciliação' on Facebook Share 'Tribunal do Rio terá mais de 700 audiências na 13ª Semana Nacional de Conciliação' on Google+ Share 'Tribunal do Rio terá mais de 700 audiências na 13ª Semana Nacional de Conciliação' on Link-a-Gogo Share 'Tribunal do Rio terá mais de 700 audiências na 13ª Semana Nacional de Conciliação' on LinkedIn Share 'Tribunal do Rio terá mais de 700 audiências na 13ª Semana Nacional de Conciliação' on Pinterest Share 'Tribunal do Rio terá mais de 700 audiências na 13ª Semana Nacional de Conciliação' on reddit Share 'Tribunal do Rio terá mais de 700 audiências na 13ª Semana Nacional de Conciliação' on StumbleUpon Share 'Tribunal do Rio terá mais de 700 audiências na 13ª Semana Nacional de Conciliação' on Twitter Share 'Tribunal do Rio terá mais de 700 audiências na 13ª Semana Nacional de Conciliação' on Add to Bookmarks Share 'Tribunal do Rio terá mais de 700 audiências na 13ª Semana Nacional de Conciliação' on Email Share 'Tribunal do Rio terá mais de 700 audiências na 13ª Semana Nacional de Conciliação' on Print FriendlyWhatsapp

Audiências de conciliação no TJ-RJ | Foto: Reprodução/ TJ-RJ

A 13ª Semana Nacional de Conciliação começou nesta segunda-feira (5), e o TJ-RJ prevê que mais de 700 audiências acontecerão até sexta-feira (9). O mutirão é uma iniciativa do CNJ (Conselho Nacional de Justiça) que reúne processos de Varas Cíveis e Juizados Especiais de todo o Estado, em audiências promovidas no Fórum Central.

Os tribunais selecionam processos com possibilidade de acordo. No Rio, os casos envolvem empresas com o maior número de processos na Justiça. Todas as audiências desta semana ocorreriam a partir de dezembro. “Geralmente, são concessionárias de serviços públicos, bancos e, também, empresas de comércio eletrônico”, explicou Eduardo Farinhas, coordenador do mutirão de audiências.

Leia também: TJ-RJ cria núcleo de combate a fraudes nos Juizados Especiais
Renata Gil elogia produtividade dos Juizados Especiais do TJ-RJ
Com homenagem ao pai, Daniela Brandão toma posse no TJ-RJ

Segundo Farinhas, a concentração dos processos no Fórum Central este ano deve facilitar a realização dos acordos. Este ano, as partes envolvidas não precisam estar presentes e podem ser representadas por seus advogados.

O coordenador também destacou que, mesmo quando não houver conciliação, os processos chegarão ao fim porque o caso será julgado na hora e homologado posteriormente por um magistrado. “A ideia é que os casos sejam encerrados durante a Semana Nacional de Conciliação, ainda que não haja acordo”, disse Farinhas.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Seja o primeiro a comentar!