segunda, 23 de julho de 2018

AMAERJ | 24 de abril de 2018 11:35

Revista FÓRUM: Cármen Lúcia pede coragem e ponderação aos juízes

Share 'Revista FÓRUM: Cármen Lúcia pede coragem e ponderação aos juízes' on Delicious Share 'Revista FÓRUM: Cármen Lúcia pede coragem e ponderação aos juízes' on Digg Share 'Revista FÓRUM: Cármen Lúcia pede coragem e ponderação aos juízes' on Facebook Share 'Revista FÓRUM: Cármen Lúcia pede coragem e ponderação aos juízes' on Google+ Share 'Revista FÓRUM: Cármen Lúcia pede coragem e ponderação aos juízes' on Link-a-Gogo Share 'Revista FÓRUM: Cármen Lúcia pede coragem e ponderação aos juízes' on LinkedIn Share 'Revista FÓRUM: Cármen Lúcia pede coragem e ponderação aos juízes' on Pinterest Share 'Revista FÓRUM: Cármen Lúcia pede coragem e ponderação aos juízes' on reddit Share 'Revista FÓRUM: Cármen Lúcia pede coragem e ponderação aos juízes' on StumbleUpon Share 'Revista FÓRUM: Cármen Lúcia pede coragem e ponderação aos juízes' on Twitter Share 'Revista FÓRUM: Cármen Lúcia pede coragem e ponderação aos juízes' on Add to Bookmarks Share 'Revista FÓRUM: Cármen Lúcia pede coragem e ponderação aos juízes' on Email Share 'Revista FÓRUM: Cármen Lúcia pede coragem e ponderação aos juízes' on Print Friendly Whatsapp

Presidente do STF visitou a AMAERJ em março

POR DIEGO CARVALHO e RAPHAEL GOMIDE

A presidente do Supremo Tribunal Federal, Cármen Lúcia, pediu aos magistrados do Rio de Janeiro “coragem e ponderação” no momento crítico que o Judiciário atravessa, em visita à sede da AMAERJ, em março. Ela se reuniu com 15 juízes e desembargadores fluminenses por cerca de 1h30.

“Vivemos um momento muito difícil para o Judiciário brasileiro, os tribunais, o CNJ, para mim. É um momento de muito questionamento nos últimos meses, quase um confronto com o Judiciário, que vemos na mídia. Os juízes andam muito sobressaltados, e as associações têm um papel muito importante de esclarecer e acalmar os ânimos. Não é fácil manter o controle para saber o que dizer e como dizer. Às vezes, o silêncio é melhor para que as coisas se expliquem por si mesmas”, afirmou a ministra.

Leia também: Juízes contra o crime organizado
Fernando Viana afasta risco de intervenção e falência na Oi
Elton Leme, defensor da natureza

Segundo ela, o Brasil tem “juízes que seriam exemplares em qualquer lugar do planeta”. Cármen Lúcia afirmou que a pauta negativa e a incompreensão têm gerado grande angústia aos magistrados de todo o país. “Os juízes precisam de paz, sossego para exercer suas atividades.”

A presidente do STF elogiou especialmente o trabalho da AMAERJ e da presidente, Renata Gil, de unir a categoria com temperança e equilíbrio. “Não é um período fácil. Tenho contado muito com a AMB e com a AMAERJ, de uma forma muito especial, Renata tem sido uma parceira, no CNJ. Sou muito grata à AMAERJ e à Renata por exercer seu papel sem exacerbação, sempre contemporizando, buscando o que é direito sem nenhum tipo de litigância. Manifesto minha gratidão por estarmos juntos em um momento em que todos apostam na desunião”, disse.

Cármen Lúcia comentou os desafios do momento atual, de predominância das redes sociais e do ambiente virtual, em que se espalham as “fake news” e em que frequentemente o que é dito é “mal compreendido” e, “por vezes, o silêncio é melhor, para que as coisas se expliquem por si”. “E temos as mídias virtuais: o presidente da AMB diz algo, e uma frase vira outra coisa… Nem sabemos lidar com isso, são dificuldades novas para problemas que não têm solução pela via tradicional. Temos de nos unir e pensar em melhorar as soluções jurisdicionais e deixar às claras o que somos nós, os juízes brasileiros. Temos juízes que seriam exemplares em qualquer lugar do planeta”, disse.

Ao lado dos magistrados do Rio, Renata Gil agradeceu a inédita visita da presidente do Supremo Tribunal Federal, Cármen Lúcia, à AMAERJ. “Sou testemunha da dedicação da ministra ao Poder Judiciário. É muito importante sua iniciativa de estar próxima dos juízes. Este contato com a base dos juízes mostra sua preocupação com o fortalecimento do Judiciário. Na ponta, nós, juízes, apanhamos muito. Estamos em crise, mas temos muitos juízes que fazem a diferença.”

A ministra do STF afirmou ainda que os magistrados, “nesta hora, devem ser aqueles que dão o prumo”. “O momento exige muita coragem e ponderação. Não podemos deixar [a mensagem] para os novos juízes de que não vale a pena”, afirmou Cármen Lúcia.

Antes de se encontrar com juízes do Rio na sede AMAERJ, Cármen Lúcia visitou o Museu da Justiça, o Salão dos Espelhos e o 1º Tribunal do Júri, onde foram julgados casos de grande repercussão – como os homicídios da atriz Daniela Perez, do jornalista Tim Lopes e as chacinas da Candelária e de Vigário Geral.

Veja aqui a íntegra da revista FÓRUM.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Seja o primeiro a comentar!