quarta, 17 de julho de 2019

AMAERJ | 20 de julho de 2018 14:59

Humberto Martins assumirá a Corregedoria Nacional em agosto

Share 'Humberto Martins assumirá a Corregedoria Nacional em agosto' on Delicious Share 'Humberto Martins assumirá a Corregedoria Nacional em agosto' on Digg Share 'Humberto Martins assumirá a Corregedoria Nacional em agosto' on Facebook Share 'Humberto Martins assumirá a Corregedoria Nacional em agosto' on Google+ Share 'Humberto Martins assumirá a Corregedoria Nacional em agosto' on Link-a-Gogo Share 'Humberto Martins assumirá a Corregedoria Nacional em agosto' on LinkedIn Share 'Humberto Martins assumirá a Corregedoria Nacional em agosto' on Pinterest Share 'Humberto Martins assumirá a Corregedoria Nacional em agosto' on reddit Share 'Humberto Martins assumirá a Corregedoria Nacional em agosto' on StumbleUpon Share 'Humberto Martins assumirá a Corregedoria Nacional em agosto' on Twitter Share 'Humberto Martins assumirá a Corregedoria Nacional em agosto' on Add to Bookmarks Share 'Humberto Martins assumirá a Corregedoria Nacional em agosto' on Email Share 'Humberto Martins assumirá a Corregedoria Nacional em agosto' on Print Friendly Whatsapp

Corregedor eleito Humberto Martins | Foto: Gustavo Lima/STJ

O ministro do STJ (Superior Tribunal de Justiça) Humberto Martins tomará posse em 28 de agosto, às 9h, como corregedor nacional de Justiça para o biênio 2018-2020. A data foi anunciada pela presidente do CNJ (Conselho Nacional de Justiça), Cármen Lúcia. Martins vai suceder ao ministro João Otávio de Noronha, que assumirá a presidência do STJ.

Humberto Martins foi eleito pelo Pleno do STJ em março e aprovado pelo Senado em abril. “Procurarei exercer o cargo com sabedoria e prudência, buscando o diálogo com a magistratura nacional, valorizando sempre a atuação dos magistrados, que desempenham papel relevante para o exercício da democracia e o alcance da paz social tão desejada pela sociedade brasileira”, afirmou o ministro, depois da eleição.

Leia também: João Otávio de Noronha é eleito presidente do STJ
Renata Gil trata de segurança, permuta e reajuste em reunião de associações
TJ-RJ inaugura segunda etapa de reforma do Fórum Central

Na sabatina do Senado, Humberto Martins defendeu a valorização do Judiciário e destacou que o auxílio-moradia dos magistrados está previsto na Lei Orgânica da Magistratura (Loman), assim como o reajuste anual para a categoria, que não vem acontecendo. Ele ainda sugeriu que se retome o pagamento do ATS (Adicional por Tempo de Serviço), como meio de equacionar a discussão.

Atual vice-presidente do STJ, o ministro também defendeu a autonomia dos poderes e a diminuição da judicialização. “Judiciário forte, Estado de Direito consolidado”, disse. Ele contou que suas atenções no CNJ estarão voltadas para melhorar metas dos juizados especiais, das atividades relacionadas aos presídios e à fiscalização de cartórios.

Perfil

Antes de ocupar a vice-presidência do tribunal, o ministro Humberto Martins integrou a Segunda Turma e a Primeira Seção do STJ, tendo ocupado a presidência dos dois colegiados. Foi corregedor-geral da Justiça Federal, diretor do Centro de Estudos Judiciários da Justiça Federal, presidente da Turma Nacional de Uniformização (TNU), ouvidor do STJ, ministro substituto do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e diretor-geral da Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados (Enfam).

Atualmente, compõe a Corte Especial e o Conselho de Administração do STJ e ocupa a vice-presidência do Conselho da Justiça Federal (CJF).

Humberto Martins iniciou sua carreira atuando como advogado e foi eleito presidente da Ordem dos Advogados do Brasil em Alagoas para dois mandatos. Foi promotor de Justiça adjunto em Alagoas no período de 1979 a 1982, procurador estadual de 1982 a 2002 e presidente da Associação dos Procuradores de Estado.

Tornou-se desembargador do Tribunal de Justiça de Alagoas pelo quinto constitucional, em vaga destinada à advocacia. Teve destaque também em âmbito acadêmico, como professor da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), de 1992 a 2006.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Seja o primeiro a comentar!