quarta, 12 de dezembro de 2018

AMAERJ | 02 de outubro de 2018 15:15

Pesquisa da AMB para magistrados com filhos especiais está aberta até domingo

Share 'Pesquisa da AMB para magistrados com filhos especiais está aberta até domingo' on Delicious Share 'Pesquisa da AMB para magistrados com filhos especiais está aberta até domingo' on Digg Share 'Pesquisa da AMB para magistrados com filhos especiais está aberta até domingo' on Facebook Share 'Pesquisa da AMB para magistrados com filhos especiais está aberta até domingo' on Google+ Share 'Pesquisa da AMB para magistrados com filhos especiais está aberta até domingo' on Link-a-Gogo Share 'Pesquisa da AMB para magistrados com filhos especiais está aberta até domingo' on LinkedIn Share 'Pesquisa da AMB para magistrados com filhos especiais está aberta até domingo' on Pinterest Share 'Pesquisa da AMB para magistrados com filhos especiais está aberta até domingo' on reddit Share 'Pesquisa da AMB para magistrados com filhos especiais está aberta até domingo' on StumbleUpon Share 'Pesquisa da AMB para magistrados com filhos especiais está aberta até domingo' on Twitter Share 'Pesquisa da AMB para magistrados com filhos especiais está aberta até domingo' on Add to Bookmarks Share 'Pesquisa da AMB para magistrados com filhos especiais está aberta até domingo' on Email Share 'Pesquisa da AMB para magistrados com filhos especiais está aberta até domingo' on Print FriendlyWhatsapp

Os magistrados com filhos especiais terão vez e voz na AMB (Associação dos Magistrados Brasileiros): até o próximo domingo (7), estará aberta a pesquisa “Filhos Especiais, Atenção Especial”. O levantamento pretende traçar o panorama nacional de profissionais com filhos especiais e conhecer a realidade dessas famílias. O Rio de Janeiro é o terceiro estado em participação.

Para a juíza Adriana Laia Franco, é importante a AMB “fazer essa espécie de Censo porque não sabemos a quantidade de magistrados no Brasil nesta situação pessoal”. A titular do 1º Juizado Especial Cível de Belford Roxo comentou que “o ideal em um segundo momento é fazer reuniões com representantes das associações estaduais para levar os pleitos e as necessidades desse grupo”.

Leia também: Campanha de filiação de magistrados do Rio a AMB continua aberta
EMERJ realiza em outubro curso sobre turma recursal
Congresso Mundial sobre Direito de Seguros prorroga as inscrições

Magistrada do TJ-RJ há 12 anos, Adriana tem um filho especial de 9 anos. Sua vida mudou desde o nascimento do menino. “Um novo universo se descortina. A criança precisa de suporte para desenvolver habilidades, como fisioterapias e consultas a médicos de diversas especialidades. Às vezes, esses cuidados podem ser por toda a vida dela.”

Com a nova rotina, os pais precisam dedicar mais tempo e atenção aos filhos e também se aproximam de outras famílias com situação parecida. “Participo de um grupo de magistrados do Rio com filhos especiais. Trocamos experiências e conversamos muito por WhatsApp, de vez em quando nos encontramos. Ter o apoio de quem vive uma realidade semelhante à nossa ajuda muito”, afirmou ela.

Juíza Adriana Laia Franco | Foto: Arquivo pessoal

Participe da pesquisa

A partir das informações oferecidas na pesquisa, a AMB promoverá discussões por meio da diretoria de Política Institucional e de Apoio para Magistrados com Filhos Especiais. O objetivo será implementar medidas para que os magistrados recebam o devido tratamento do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e da administração dos tribunais.

Clique neste link para participar da pesquisa. A AMB também disponibiliza o e-mail dpi@amb.com.br para mais informações. É importante informar nome, cidade, estado, e-mail, telefone, nome e idade do(a) filho(a) especial e a deficiência ou transtorno.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Seja o primeiro a comentar!