quarta, 12 de dezembro de 2018

AMAERJ | 08 de outubro de 2018 13:53

‘Notícias falsas buscam disseminar desinformação’, diz Rosa Weber

Share '‘Notícias falsas buscam disseminar desinformação’, diz Rosa Weber' on Delicious Share '‘Notícias falsas buscam disseminar desinformação’, diz Rosa Weber' on Digg Share '‘Notícias falsas buscam disseminar desinformação’, diz Rosa Weber' on Facebook Share '‘Notícias falsas buscam disseminar desinformação’, diz Rosa Weber' on Google+ Share '‘Notícias falsas buscam disseminar desinformação’, diz Rosa Weber' on Link-a-Gogo Share '‘Notícias falsas buscam disseminar desinformação’, diz Rosa Weber' on LinkedIn Share '‘Notícias falsas buscam disseminar desinformação’, diz Rosa Weber' on Pinterest Share '‘Notícias falsas buscam disseminar desinformação’, diz Rosa Weber' on reddit Share '‘Notícias falsas buscam disseminar desinformação’, diz Rosa Weber' on StumbleUpon Share '‘Notícias falsas buscam disseminar desinformação’, diz Rosa Weber' on Twitter Share '‘Notícias falsas buscam disseminar desinformação’, diz Rosa Weber' on Add to Bookmarks Share '‘Notícias falsas buscam disseminar desinformação’, diz Rosa Weber' on Email Share '‘Notícias falsas buscam disseminar desinformação’, diz Rosa Weber' on Print FriendlyWhatsapp

Rosa Weber na sede do TSE, em Brasilia. FOTO: DIDA SAMPAIO/ESTADAO

A ministra Rosa Weber, presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), disse neste domingo, 7, que está preocupada com a disseminação de notícias falsas.

O comentário da ministra aconteceu durante reunião no Centro Integrado de Comando e Controle Nacional (Ciccn), da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp). Além da ministra do STF, participaram do encontro a advogada-geral da União, Grace Mendonça, a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, e o ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann.

Leia também: TJ-RJ é pioneiro ao fazer audiências de custódia em fins de semana e feriados
Inscrições para simpósio na Espanha estão abertas até dia 16
Conheça a hierarquia da legislação brasileira

Rosa Weber, Grace Mendonça e Raquel Dodge cobraram das autoridades de segurança dos Estados que integram o Ciccn um foco especial no combate à disseminação de notícias falsas. O principal caso citado foi o dos vídeos que circulam nas redes e levantam a suspeita que o número de um dos candidatos à Presidência da República não aparece na urnas. A denúncia da suposta fraude chegou a ser disseminada pelo filho de Jair Bolsonaro (PSL), eleito senador pelo Estado do Rio, Flavio Bolsonaro.

“Minha preocupação como presidente do TSE é que essas notícias falsas estão buscando disseminar uma desinformação em detrimento da credibilidade da Justiça Eleitoral. Isso é altamente preocupante”, disse a ministra.

Para Rosa Weber, é uma “total irresponsabilidade” a divulgação de informações falsas.  “Está havendo montagem de vídeos e de imagens que visam desacreditar uma Justiça que está utilizando um sistema usado há mais de 20 anos sem qualquer caso comprovado de fraude”, disse a ministra.

Segundo ela, é preciso dar uma “resposta pronta” para esses casos e identificar os responsáveis por disseminar as informações falsas. “Se não forem coibidas a tempo e com rigor redundam em mal inominável à democracia”, afirmou.

Fonte: Estadão

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Seja o primeiro a comentar!