segunda, 14 de outubro de 2019

AMAERJ | 06 de outubro de 2019 10:47

Nota de repúdio

Share 'Nota de repúdio' on Delicious Share 'Nota de repúdio' on Digg Share 'Nota de repúdio' on Facebook Share 'Nota de repúdio' on Google+ Share 'Nota de repúdio' on Link-a-Gogo Share 'Nota de repúdio' on LinkedIn Share 'Nota de repúdio' on Pinterest Share 'Nota de repúdio' on reddit Share 'Nota de repúdio' on StumbleUpon Share 'Nota de repúdio' on Twitter Share 'Nota de repúdio' on Add to Bookmarks Share 'Nota de repúdio' on Email Share 'Nota de repúdio' on Print Friendly Whatsapp

A Associação dos Magistrados do Estado do Rio de Janeiro (AMAERJ) repudia as declarações preconceituosas dirigidas pelo prefeito do Rio, Marcelo Crivella, à juíza Mirela Erbisti, da 3ª Vara de Fazenda Pública da Capital.

O ataque grosseiro à magistrada representa mais uma tentativa do prefeito de pressionar o Judiciário para reverter uma decisão judicial legítima, confirmada em segunda instância.

O discurso machista do prefeito agrava ainda mais a questão. É inadmissível que um político em cargo público tão importante trate desta forma alguém que, por dever do ofício que exerce, o tenha contrariado.

O Poder Judiciário é um sólido pilar do Estado Democrático de Direito. A Magistratura brasileira é independente. Qualquer tentativa de intimidação à Justiça e a seus magistrados será firmemente repudiada por esta Associação e sua presidente.

Renata Gil
Presidente da Associação dos Magistrados do Estado do Rio de Janeiro (AMAERJ)

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Seja o primeiro a comentar!