terça, 15 de outubro de 2019

AMAERJ | 17 de setembro de 2019 15:05

Ministro Emmanoel Pereira toma posse como conselheiro do CNJ

Share 'Ministro Emmanoel Pereira toma posse como conselheiro do CNJ' on Delicious Share 'Ministro Emmanoel Pereira toma posse como conselheiro do CNJ' on Digg Share 'Ministro Emmanoel Pereira toma posse como conselheiro do CNJ' on Facebook Share 'Ministro Emmanoel Pereira toma posse como conselheiro do CNJ' on Google+ Share 'Ministro Emmanoel Pereira toma posse como conselheiro do CNJ' on Link-a-Gogo Share 'Ministro Emmanoel Pereira toma posse como conselheiro do CNJ' on LinkedIn Share 'Ministro Emmanoel Pereira toma posse como conselheiro do CNJ' on Pinterest Share 'Ministro Emmanoel Pereira toma posse como conselheiro do CNJ' on reddit Share 'Ministro Emmanoel Pereira toma posse como conselheiro do CNJ' on StumbleUpon Share 'Ministro Emmanoel Pereira toma posse como conselheiro do CNJ' on Twitter Share 'Ministro Emmanoel Pereira toma posse como conselheiro do CNJ' on Add to Bookmarks Share 'Ministro Emmanoel Pereira toma posse como conselheiro do CNJ' on Email Share 'Ministro Emmanoel Pereira toma posse como conselheiro do CNJ' on Print Friendly Whatsapp

*ConJur

Novo conselheiro do CNJ é aplaudido em posse | Foto: Giovanna Bembom

Tomou posse no Conselho Nacional de Justiça o ministro Emmanoel Pereira. Ele foi indicado pelo Tribunal Superior do Trabalho (TST) para representar a corte no CNJ em substituição ao conselheiro Aloysio Corrêa da Veiga.

Ministro desde 2002 em vaga destinada à advocacia, Emmanoel Pereira nasceu em Natal e é bacharel em Direito pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Leia também: Novos desembargadores se emocionam em cerimônia de posse no TJ-RJ
TRE-RJ inaugura retratos de ex-presidentes da Corte
CNH vencida vale como documento de identificação pessoal, decide STJ

Como advogado, foi procurador-geral da Assembleia Legislativa potiguar, consultor jurídico da Câmara Municipal de Natal e juiz auditor do Tribunal de Justiça Desportiva do Estado.

Nesta segunda-feira (16), o presidente do Supremo Tribunal Federal e do CNJ, ministro Dias Toffoli, disse que o ministro é um “expoente jurídico que irá engrandecer o colegiado com sua reconhecida competência e sua trajetória pessoal e profissional”.

Fonte: ConJur

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Seja o primeiro a comentar!