sábado, 27 de maio de 2017

AMAERJ | 15 de maio de 2017 18:52

Juíza Glória Heloiza fala à TV Globo sobre emocionante processo de adoção de três irmãos

Share 'Juíza Glória Heloiza fala à TV Globo sobre emocionante processo de adoção de três irmãos' on Delicious Share 'Juíza Glória Heloiza fala à TV Globo sobre emocionante processo de adoção de três irmãos' on Digg Share 'Juíza Glória Heloiza fala à TV Globo sobre emocionante processo de adoção de três irmãos' on Facebook Share 'Juíza Glória Heloiza fala à TV Globo sobre emocionante processo de adoção de três irmãos' on Google+ Share 'Juíza Glória Heloiza fala à TV Globo sobre emocionante processo de adoção de três irmãos' on Link-a-Gogo Share 'Juíza Glória Heloiza fala à TV Globo sobre emocionante processo de adoção de três irmãos' on LinkedIn Share 'Juíza Glória Heloiza fala à TV Globo sobre emocionante processo de adoção de três irmãos' on Pinterest Share 'Juíza Glória Heloiza fala à TV Globo sobre emocionante processo de adoção de três irmãos' on reddit Share 'Juíza Glória Heloiza fala à TV Globo sobre emocionante processo de adoção de três irmãos' on StumbleUpon Share 'Juíza Glória Heloiza fala à TV Globo sobre emocionante processo de adoção de três irmãos' on Twitter Share 'Juíza Glória Heloiza fala à TV Globo sobre emocionante processo de adoção de três irmãos' on Add to Bookmarks Share 'Juíza Glória Heloiza fala à TV Globo sobre emocionante processo de adoção de três irmãos' on Email Share 'Juíza Glória Heloiza fala à TV Globo sobre emocionante processo de adoção de três irmãos' on Print Friendly Whatsapp

Na reportagem especial de Dia das Mães do Fantástico, da TV Globo, a juíza Glória Heloiza Lima da Silva (2ª Vara da Infância, Juventude e Idoso da Capital) contou sobre o processo de adoção de três irmãos biológicos para o mesmo casal. “A lista do cadastro para adoção é observada pela Justiça, com rigor, mas há exceções. Existe a possibilidade de flexibilizar sempre atendendo o melhor interesse da criança”, disse.

Apesar da dificuldade para engravidar por conta de um ovário policístico, a carioca Juliana nasceu para ser mãe. Em 2014, depois de mais de 10 anos de muitas tentativas frustradas, ela decidiu adotar. Recebeu Matheus da mãe biológica aos 3 meses de vida. No mesmo ano, descobriu que estava grávida, mas perdeu o bebê com 19 semanas.

No ano seguinte, a Justiça a procurou para saber se ela gostaria de adotar o irmão de Matheus. Ainda muito abalada com a perda do filho biológico, Juliana enfrentou a resistência do marido e aceitou adotar Kauã. Quando procurou a Justiça para regularizar a adoção das duas crianças, a juíza confidenciou ao casal que um novo irmão tinha nascido e que também seria encaminhado à adoção. Apesar de não ter condições financeiras para manter uma família tão grande, o casal se sensibilizou e adotou Lorenzo, seu terceiro filho.

Mas a história não acaba por aqui. Juliana está grávida de uma menina, que vai se chamar Lavínia e deve nascer até agosto. Assista aqui à reportagem do Fantástico.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Seja o primeiro a comentar!