segunda, 16 de julho de 2018

AMAERJ | 01 de fevereiro de 2017 16:59

Juiz Sérgio Ribeiro conclui adoção de criança com microcefalia

Share 'Juiz Sérgio Ribeiro conclui adoção de criança com microcefalia' on Delicious Share 'Juiz Sérgio Ribeiro conclui adoção de criança com microcefalia' on Digg Share 'Juiz Sérgio Ribeiro conclui adoção de criança com microcefalia' on Facebook Share 'Juiz Sérgio Ribeiro conclui adoção de criança com microcefalia' on Google+ Share 'Juiz Sérgio Ribeiro conclui adoção de criança com microcefalia' on Link-a-Gogo Share 'Juiz Sérgio Ribeiro conclui adoção de criança com microcefalia' on LinkedIn Share 'Juiz Sérgio Ribeiro conclui adoção de criança com microcefalia' on Pinterest Share 'Juiz Sérgio Ribeiro conclui adoção de criança com microcefalia' on reddit Share 'Juiz Sérgio Ribeiro conclui adoção de criança com microcefalia' on StumbleUpon Share 'Juiz Sérgio Ribeiro conclui adoção de criança com microcefalia' on Twitter Share 'Juiz Sérgio Ribeiro conclui adoção de criança com microcefalia' on Add to Bookmarks Share 'Juiz Sérgio Ribeiro conclui adoção de criança com microcefalia' on Email Share 'Juiz Sérgio Ribeiro conclui adoção de criança com microcefalia' on Print Friendly Whatsapp

sergio adoção

A partir de hoje, a menina Alice, de 1 ano e 2 meses, tem uma família. Símbolo do projeto da AMAERJ “O Ideal é Real – Adoções Necessárias”, lançado no último dia 24, ela é agora oficialmente filha da enfermeira Luciana Vilella, de 41 anos, e do biólogo Thiago de Paiva, de 36. O processo de adoção da criança, que tem microcefalia, foi concluído nesta quarta-feira (1), pelo juiz Sérgio Ribeiro (Direitos Humanos e Proteção Integral da Associação), na 4ª Vara da Infância, da Juventude e do Idoso do TJ-RJ.

A iniciativa da AMAERJ, que tem o apoio do TJ-RJ e da Alerj, tem o objetivo de estimular a mudança de perfil na adoção. Autor da ideia, Sérgio Ribeiro afirma que há cerca de 36 mil habilitadas a adotar no país, mas a maioria procura o mesmo perfil: um bebê saudável, branco e sem irmãos.

Leia também: TV CNJ destaca projeto da AMAERJ ‘O Ideal é Real’
‘O ideal da adoção é o amor’, diz Sérgio Ribeiro em entrevista à GloboNews

Era o caso dos adotantes Luciana e Thiago. Casados há nove anos, eles já haviam perdido quatro gestações, sendo uma de gêmeos. Decidiram pela adoção e estavam habilitados para um bebê sem problemas de saúde. Mas ao conhecer Alice, o casal mudou de ideia.

Sérgio Ribeiro afirma que se apenas 18,7% das pessoas aptas para a adoção mudarem o perfil de escolha, as filas terminariam. “Essa família é um exemplo de doação, dedicação e amor. Temos de nos preocupar em mostrar as crianças reais, que estão nas instituições de acolhimento aptas para adoção, e não a idealizada. O ideal da adoção é o amor, é a vontade de se pai e de ser mãe.”

Alice já convivia com Luciana e Thiago há quatro meses. Em entrevista recente ao jornal O Globo, o pai era só alegria. “Nós já vivemos tantas experiências com ela! Tem a fisionomia que muda, ela ganha peso. É tanta coisa, que parece que ela está conosco há muito mais tempo”, disse Thiago.

o ideal e real

FolderA4_V_IdealReal

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Seja o primeiro a comentar!