sábado, 07 de dezembro de 2019

AMAERJ | 13 de agosto de 2019 18:00

Em ‘O Globo’, Renata Gil critica descumprimento de decisão judicial

Share 'Em ‘O Globo’, Renata Gil critica descumprimento de decisão judicial' on Delicious Share 'Em ‘O Globo’, Renata Gil critica descumprimento de decisão judicial' on Digg Share 'Em ‘O Globo’, Renata Gil critica descumprimento de decisão judicial' on Facebook Share 'Em ‘O Globo’, Renata Gil critica descumprimento de decisão judicial' on Google+ Share 'Em ‘O Globo’, Renata Gil critica descumprimento de decisão judicial' on Link-a-Gogo Share 'Em ‘O Globo’, Renata Gil critica descumprimento de decisão judicial' on LinkedIn Share 'Em ‘O Globo’, Renata Gil critica descumprimento de decisão judicial' on Pinterest Share 'Em ‘O Globo’, Renata Gil critica descumprimento de decisão judicial' on reddit Share 'Em ‘O Globo’, Renata Gil critica descumprimento de decisão judicial' on StumbleUpon Share 'Em ‘O Globo’, Renata Gil critica descumprimento de decisão judicial' on Twitter Share 'Em ‘O Globo’, Renata Gil critica descumprimento de decisão judicial' on Add to Bookmarks Share 'Em ‘O Globo’, Renata Gil critica descumprimento de decisão judicial' on Email Share 'Em ‘O Globo’, Renata Gil critica descumprimento de decisão judicial' on Print Friendly Whatsapp
Fotos foram feitas na sexta (9) e na segunda-feira (12) | Foto: Pablo Jacob/O Globo

O jornal “O Globo” revelou nesta terça-feira (13) que, por pelo menos três dias, o carro oficial do prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, trafegou pela Avenida Niemeyer, interditada por decisão do Judiciário fluminense desde 29 de maio. Na reportagem “Chapa Branca na Niemeyer”, a presidente da AMAERJ, Renata Gil, ressaltou que Crivella não pode descumprir ordem judicial.

“A AMAERJ considera um completo desrespeito e logo por quem deveria dar exemplo. Se isso se comprovar, é crime de desobediência. Qualquer cidadão que atravesse uma interdição comete um ato ilegal, além de dar péssimo exemplo”, afirmou.

“As pessoas comuns dão a volta, enfrentam um desconforto imenso nos congestionamentos. Como pode todos obedecerem e irem por outros caminhos e o próprio prefeito entrar numa área interditada?”, destacou.

Leia aqui a reportagem completa do jornal ‘O Globo’.

No domingo (11), a AMAERJ publicou nota em defesa da independência judicial e em repúdio à prática de apresentação de recursos administrativos ao CNJ (Conselho Nacional de Justiça) contra decisões judiciais.

Leia também: Imprensa destaca nota da AMAERJ em defesa da independência judicial
Luiz Fux participa de noite de autógrafos no TJ-RJ
No Rioprevidência, associações discutem migração para RJPrev

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Seja o primeiro a comentar!