segunda, 15 de outubro de 2018

AMAERJ | 05 de setembro de 2018 17:18

Em nota, AMAERJ esclarece os magistrados sobre suposta ação da Receita

Share 'Em nota, AMAERJ esclarece os magistrados sobre suposta ação da Receita' on Delicious Share 'Em nota, AMAERJ esclarece os magistrados sobre suposta ação da Receita' on Digg Share 'Em nota, AMAERJ esclarece os magistrados sobre suposta ação da Receita' on Facebook Share 'Em nota, AMAERJ esclarece os magistrados sobre suposta ação da Receita' on Google+ Share 'Em nota, AMAERJ esclarece os magistrados sobre suposta ação da Receita' on Link-a-Gogo Share 'Em nota, AMAERJ esclarece os magistrados sobre suposta ação da Receita' on LinkedIn Share 'Em nota, AMAERJ esclarece os magistrados sobre suposta ação da Receita' on Pinterest Share 'Em nota, AMAERJ esclarece os magistrados sobre suposta ação da Receita' on reddit Share 'Em nota, AMAERJ esclarece os magistrados sobre suposta ação da Receita' on StumbleUpon Share 'Em nota, AMAERJ esclarece os magistrados sobre suposta ação da Receita' on Twitter Share 'Em nota, AMAERJ esclarece os magistrados sobre suposta ação da Receita' on Add to Bookmarks Share 'Em nota, AMAERJ esclarece os magistrados sobre suposta ação da Receita' on Email Share 'Em nota, AMAERJ esclarece os magistrados sobre suposta ação da Receita' on Print Friendly Whatsapp

A presidente da AMAERJ, Renata Gil, informa aos associados que a AMB e a Frentas agendaram audiências na Receita Federal e na Advocacia Geral da União para discutir o suposto reprocessamento de declarações de renda de magistrados e membros do Ministério Público, com fins de notificação dos que receberam ajuda de custo para moradia.

“Acreditamos que o caso será resolvido em breve”, diz, no, texto a presidente,

Leia o teor do comunicado:

“Estimados Colegas,
Diante das notícias de que a Receita Federal do Brasil estaria reprocessando as declarações de renda de magistrados e membros do Ministério Público relativas aos últimos três anos (a partir de 2014), com a aparente finalidade de notificar os que receberam ajuda de custo para moradia e instá-los a recolher o IRPF respectivo ou comprovar despesas pertinentes, a AMB e a FRENTAS agendaram audiências na Secretaria da Receita Federal e na Advocacia-Geral da União.
Estamos, ainda, em contato com todos os gestores envolvidos de Brasília, desde a manhã de ontem, buscando solução para o suposto impasse.
Note-se que a natureza indenizatória da parcela já foi declarada pelo próprio STF, o que consta de diversos pareceres elaborados a pedido das associações nacionais.
Acreditamos que o caso será resolvido em breve.
Atenciosamente
Renata Gil”

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Seja o primeiro a comentar!