quarta, 05 de dezembro de 2018

AMAERJ | 05 de dezembro de 2018 13:38

Apadrinhamento de crianças é tema de palestra no Fórum de Caxias

Share 'Apadrinhamento de crianças é tema de palestra no Fórum de Caxias' on Delicious Share 'Apadrinhamento de crianças é tema de palestra no Fórum de Caxias' on Digg Share 'Apadrinhamento de crianças é tema de palestra no Fórum de Caxias' on Facebook Share 'Apadrinhamento de crianças é tema de palestra no Fórum de Caxias' on Google+ Share 'Apadrinhamento de crianças é tema de palestra no Fórum de Caxias' on Link-a-Gogo Share 'Apadrinhamento de crianças é tema de palestra no Fórum de Caxias' on LinkedIn Share 'Apadrinhamento de crianças é tema de palestra no Fórum de Caxias' on Pinterest Share 'Apadrinhamento de crianças é tema de palestra no Fórum de Caxias' on reddit Share 'Apadrinhamento de crianças é tema de palestra no Fórum de Caxias' on StumbleUpon Share 'Apadrinhamento de crianças é tema de palestra no Fórum de Caxias' on Twitter Share 'Apadrinhamento de crianças é tema de palestra no Fórum de Caxias' on Add to Bookmarks Share 'Apadrinhamento de crianças é tema de palestra no Fórum de Caxias' on Email Share 'Apadrinhamento de crianças é tema de palestra no Fórum de Caxias' on Print FriendlyWhatsapp

Juiz Sérgio Ribeiro | Foto: TJ-RJ

O juiz Sérgio Ribeiro (diretor de Direitos Humanos e Proteção Integral da AMAERJ) fará palestra sobre o apadrinhamento de crianças institucionalizadas, em 13 de dezembro, às 11h, no Fórum de Duque de Caxias (Baixada Fluminense). O evento será promovido pela Vara da Infância, da Juventude e do Idoso do município.

Leia também: TJ-RJ é premiado pelo CNJ com Selo Ouro por produtividade
João Pessoa recebe Encontro Nacional dos Juízes de Família
Priorizar conciliação voltará a ser meta da Justiça comum em 2019

Presidente da Cevij (Coordenadoria Judiciária de Articulação das Varas da Infância, da Juventude e do Idoso do TJ-RJ), Sérgio Ribeiro é juiz da 4ª Vara da Infância da Capital. Ele é o idealizador do projeto “Apadrinhar – Amar e Agir para Realizar Sonhos”, do TJ-RJ, que venceu o Prêmio Innovare 2015.

O evento tem a coordenação da juíza Juliana Kalichsztein e da comissária de Justiça do TJ-RJ Andréa Bacos.

Apadrinhar

O projeto propicia a crianças e adolescentes, com esperanças remotas de reinserção familiar e adoção, a oportunidade de construir laços de afeto e apoio material, com possibilidades de amparos educacional e profissional disponibilizado por pessoas da sociedade civil que possuam disponibilidade emocional e/ou financeira para se tornar padrinho ou madrinha.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Seja o primeiro a comentar!