quarta, 17 de julho de 2019

AMAERJ | 18 de maio de 2018 09:20

AMAERJ pede a TJ mais prazo para avaliar projeto das varas criminais

Share 'AMAERJ pede a TJ mais prazo para avaliar projeto das varas criminais' on Delicious Share 'AMAERJ pede a TJ mais prazo para avaliar projeto das varas criminais' on Digg Share 'AMAERJ pede a TJ mais prazo para avaliar projeto das varas criminais' on Facebook Share 'AMAERJ pede a TJ mais prazo para avaliar projeto das varas criminais' on Google+ Share 'AMAERJ pede a TJ mais prazo para avaliar projeto das varas criminais' on Link-a-Gogo Share 'AMAERJ pede a TJ mais prazo para avaliar projeto das varas criminais' on LinkedIn Share 'AMAERJ pede a TJ mais prazo para avaliar projeto das varas criminais' on Pinterest Share 'AMAERJ pede a TJ mais prazo para avaliar projeto das varas criminais' on reddit Share 'AMAERJ pede a TJ mais prazo para avaliar projeto das varas criminais' on StumbleUpon Share 'AMAERJ pede a TJ mais prazo para avaliar projeto das varas criminais' on Twitter Share 'AMAERJ pede a TJ mais prazo para avaliar projeto das varas criminais' on Add to Bookmarks Share 'AMAERJ pede a TJ mais prazo para avaliar projeto das varas criminais' on Email Share 'AMAERJ pede a TJ mais prazo para avaliar projeto das varas criminais' on Print Friendly Whatsapp

Juízes criminais farão um estudo sobre o projeto, que será encaminhado pela AMAERJ ao TJ-RJ

A AMAERJ pleiteou à presidência do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, nesta quinta-feira (17), a prorrogação do prazo (de cinco para 30 dias) para que os juízes apresentem sugestões ao projeto do Fluxo Automatizado Processual das Varas Criminais. Encaminhado pelo TJ-RJ aos magistrados na segunda-feira (14), o denso estudo contém mais de 300 páginas.

A proposta do Tribunal visa um novo modelo de gestão do Judiciário, com o Fluxo Automatizado e a Central Única de Processamento. Em reunião na tarde desta quinta-feira com o presidente do TJ-RJ, Milton Fernandes, a presidente da AMAERJ, Renata Gil, apontou algumas inconsistências preliminares do projeto.

Leia também: Congresso de Magistrados reúne ministros, juízes e parlamentares
Perfil dos Magistrados: 10 mil juízes já participaram da pesquisa
Ministros e desembargadores debatem 30 anos da Constituição

À noite, juízes criminais da capital se reuniram na Sede Administrativa da Associação para discutir o tema (foto). Além de Renata Gil, participaram do encontro os magistrados Yedda Filizzola, Daniela Barbosa, Ricardo Coronha, Paula Machado e Marcel Laguna. Eles farão um estudo sobre o volumoso material do projeto, que será encaminhado pela AMAERJ à Presidência do TJ-RJ.

A AMAERJ criou um grupo no WhatsApp para o amplo diálogo dos juízes criminais.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Seja o primeiro a comentar!