terça, 17 de julho de 2018

AMAERJ | 15 de maio de 2017 15:40

‘A principal conquista foi salvar vidas’, diz jornalista ganhador do Prêmio Patrícia Acioli

Share '‘A principal conquista foi salvar vidas’, diz jornalista ganhador do Prêmio Patrícia Acioli' on Delicious Share '‘A principal conquista foi salvar vidas’, diz jornalista ganhador do Prêmio Patrícia Acioli' on Digg Share '‘A principal conquista foi salvar vidas’, diz jornalista ganhador do Prêmio Patrícia Acioli' on Facebook Share '‘A principal conquista foi salvar vidas’, diz jornalista ganhador do Prêmio Patrícia Acioli' on Google+ Share '‘A principal conquista foi salvar vidas’, diz jornalista ganhador do Prêmio Patrícia Acioli' on Link-a-Gogo Share '‘A principal conquista foi salvar vidas’, diz jornalista ganhador do Prêmio Patrícia Acioli' on LinkedIn Share '‘A principal conquista foi salvar vidas’, diz jornalista ganhador do Prêmio Patrícia Acioli' on Pinterest Share '‘A principal conquista foi salvar vidas’, diz jornalista ganhador do Prêmio Patrícia Acioli' on reddit Share '‘A principal conquista foi salvar vidas’, diz jornalista ganhador do Prêmio Patrícia Acioli' on StumbleUpon Share '‘A principal conquista foi salvar vidas’, diz jornalista ganhador do Prêmio Patrícia Acioli' on Twitter Share '‘A principal conquista foi salvar vidas’, diz jornalista ganhador do Prêmio Patrícia Acioli' on Add to Bookmarks Share '‘A principal conquista foi salvar vidas’, diz jornalista ganhador do Prêmio Patrícia Acioli' on Email Share '‘A principal conquista foi salvar vidas’, diz jornalista ganhador do Prêmio Patrícia Acioli' on Print Friendly Whatsapp

Foto: Ministério da Saúde

Neste ano, será promovida a 6ª edição do Prêmio AMAERJ Patrícia Acioli de Direitos Humanos. As inscrições serão abertas em 7 de agosto. A partir de hoje (15), a Associação publicará semanalmente os vencedores do 5º Prêmio. A série começa com o repórter Vinicius Sassine, ganhador na categoria Reportagens Jornalísticas. Ele revelou que, entre 2013 e 2015, a FAB recusou transporte a 153 órgãos destinados ao transplante. No mesmo período, foram autorizadas 716 viagens de políticos.

A série de nove reportagens do jornal O Globo, intitulada “Recusas da FAB impedem transplantes de 153 órgãos”, resultou na decisão do presidente Michel Temer em manter pelo menos uma aeronave da FAB para o transporte de órgãos. Depois da medida, o jornal mostrou que, em apenas três semanas, a reserva de aviões viabilizou 14 transplantes – como o de Ana Júlia, de 8 anos, que recebeu um novo coração e pode voltar a sorrir.

Sassine também conquistou o Prêmio Rei de Espanha de Jornalismo, entregue pelo rei Juan Carlos.

“Foi uma apuração muito difícil, porque todas as informações eram sigilosas. Mas mesmo assim conseguimos apurar e contar o caso de pacientes que morreram após recusas da FAB em realizar os transportes. Não havia obrigação em levar esses órgãos, o que mudou depois da reportagem. Fiquei muito feliz pelos prêmios, mas a principal conquista foi salvar vidas”, disse Sassine.

Leia aqui a série de reportagens.

A cerimônia de premiação de 2017 acontecerá em 6 de novembro. O prêmio se divide em quatro categorias: Trabalhos dos Magistrados, Práticas Humanísticas, Trabalhos Acadêmicos e Reportagens Jornalísticas.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Seja o primeiro a comentar!