quarta, 15 de agosto de 2018

AMAERJ | 02 de julho de 2018 16:11

A Lei Maria da Penha e as Medidas de Proteção à Mulher – 15/8

Share 'A Lei Maria da Penha e as Medidas de Proteção à Mulher – 15/8' on Delicious Share 'A Lei Maria da Penha e as Medidas de Proteção à Mulher – 15/8' on Digg Share 'A Lei Maria da Penha e as Medidas de Proteção à Mulher – 15/8' on Facebook Share 'A Lei Maria da Penha e as Medidas de Proteção à Mulher – 15/8' on Google+ Share 'A Lei Maria da Penha e as Medidas de Proteção à Mulher – 15/8' on Link-a-Gogo Share 'A Lei Maria da Penha e as Medidas de Proteção à Mulher – 15/8' on LinkedIn Share 'A Lei Maria da Penha e as Medidas de Proteção à Mulher – 15/8' on Pinterest Share 'A Lei Maria da Penha e as Medidas de Proteção à Mulher – 15/8' on reddit Share 'A Lei Maria da Penha e as Medidas de Proteção à Mulher – 15/8' on StumbleUpon Share 'A Lei Maria da Penha e as Medidas de Proteção à Mulher – 15/8' on Twitter Share 'A Lei Maria da Penha e as Medidas de Proteção à Mulher – 15/8' on Add to Bookmarks Share 'A Lei Maria da Penha e as Medidas de Proteção à Mulher – 15/8' on Email Share 'A Lei Maria da Penha e as Medidas de Proteção à Mulher – 15/8' on Print Friendly Whatsapp

A Lei Maria da Penha e as medidas de proteção à mulher são os temas da reunião que o Fórum Permanente de Violência Doméstica, Familiar e de Gênero da EMERJ (Escola da Magistratura do Estado do Rio de Janeiro) promoverá em 15 de agosto, das 9h às 13h. Presidente do Fórum, a juíza Adriana Ramos de Mello (titular do 1º Juizado de Violência Doméstica da Capital) será uma das palestrantes.

O evento reunirá em torno de 400 policiais militares, civis e guardas municipais com o objetivo de debater a Lei 11.340/2006 e suas medidas de proteção a mulher. As inscrições estão abertas.

Além de Adriana Ramos de Mello, participarão como palestrantes a promotora de Justiça Andréa Rodrigues Amin; a coordenadora executiva da ONG Cidadania, Estudo, Pesquisa, Informação e Ação (CEPIA), Leila Linhares; e a diretora da Divisão de Polícia de Atendimento à Mulher, Gabriela Von Beauvais.

Durante o encontro, será exibido o aplicativo ValoraSeg. O aplicativo para celular apresenta um protocolo de atendimento para facilitar o acesso de profissionais de segurança ao conteúdo atualizado da legislação vigente e à rede de atendimento às vítimas. A ferramenta traz aos agentes orientações importantes para elevar a qualificação do atendimento.

Feminicídio no Brasil 

Segundo dados divulgados pelo site G1, com base nos números oficiais dos estados, uma mulher é assassinada a cada hora no Brasil. Em 2017, foram 4.473 mortes. Destas, 946 foram resultado de feminicídio.

A reunião será na sede da EMERJ, 4º andar, no auditório Desembargador Antonio Carlos Amorim (Rua Dom Manuel, s/nº. Centro, Rio de Janeiro).

Para se inscrever, acesse este link. Para obter mais informações,ligue para (21) 3133-3369.

Fontes: EMERJ e G1

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Seja o primeiro a comentar!